Coronavírus

Assista: lojista faz apelo emocionado a ACM Neto pedindo reabertura de lojas em shoppings

[Assista: lojista faz apelo emocionado a ACM Neto pedindo reabertura de lojas em shoppings]
13 de Julho de 2020 às 15:08 Por: Leitor BNews Por: Redação BNews

Representantes de lojistas do Salvador Shopping voltaram a cobrar do prefeito ACM Neto (DEM) uma decisão para reabertura das lojas dentro dos shoppings de Salvador. Um dos empresários fez um apelo emocionado ao prefeito na manhã desta segunda-feira (13), durante o evento de inauguração da nova via de ligação entre a Orla e avenida Paralela.

"Eu te peço, prefeito, por favor, pelos meus filhos. Eu não sei mais o que faço para pagar minhas contas e conseguir manter meus empregados. Por favor, prefeito, eu não sei mais o que eu faço", desabafou.

O lojista elogiou o trabalho da prefeitura no combate ao novo coronavírus, mas argumentou que no shopping é possível "ter um controle maior do que na Feira de São Joaquim". 

Neto afirmou entender a preocupação dos empresários, mas reforçou que a liberação acontecerá apenas com a taxa de ocupação de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) abaixo de 75%, conforme especificado no plano de retoma das atividades econômicas, e que espera que a porcentagem seja atingida "semana que vem".

Os lojistas argumentaram sobre a obrigatoriedade de testagem dos funcionários. O prefeito afirmou que a testagem dos funcionários faz parte do acordo entre a prefeitura e governo do Estado e que devem ser testados "20% dos funcionários do comércio".  Ressaltou, porém, que o tema ainda está em discussão.

Neto defendeu que os funcionários dos shoppings sejam testados e que exista uma "flexibilização" na testagem dos funcionários das lojas. Em suas entrevistas e postagens nas redes sociais, o demista vem criticando a atitude dos bancos durante à pandemia do novo coronavírus.

Assista:

 

 

 

 

Plano Retomada Salvador

O plano Retomada Salvador, feito pela prefeitura e pelo governo do estado, determina protocolos e critérios para reabertura do comércio na cidade. Foram determinadas fases e o principal indicador utilizado é a ocupação dos leitos de UTI exclusivos para Covid-19.

Na fase 1, estarão liberados para retomar as atividades quando a taxa de ocupação for menor que 75% durante cinco dias: shoppings, centros comerciais, comércio de rua acima de 200 metros quadrados, templos religiosos, igrejas e drive-in.

Na fase 2, estarão liberados para retomar as atividades quando a taxa de ocupação for menor que 70% durante cinco dias: academias de ginástica, barbearias, salões de beleza, centros culturais, museus e galerias de arte, lanchonete, bares e restaurantes.

Na fase 3, estarão liberados para retomar as atividades quando a taxa de ocupação for menor que 60% durante cinco dias: Parques de diversões, parques temáticos, teatros, cinemas, casas de espetáculos, clubes sociais, recreativos e esportivos, centros de convenções e convenções.

Para shoppings centers e centros comerciais foram determinadas regras específicas. O funcionamento ocorrerá de segunda a sábado, das 12h às 20h; as praças de alimentação estarão fechadas [fazem parte da fase 2], uso de máscara e distanciamento social, testagem inicial e a cada 21 dias, conforme determinado por protocolo da vigilância epidemiológica.

Coronavírus em Salvador

De acordo com dados divulgados no último boletim epidemiológico da Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab), a capital baiana registra 43.034 casos confirmados do novo coronavírus e 1.653 óbitos por município de ocorrência.

A atual taxa de ocupação de UTI exclusivas para covid-19 é de 83% dos seus leitos de UTI para adultos, de acordo com informações da Central Integrada de Comando e Controle da Saúde. A taxa de ocupação na UTI pediátrica é de 59%. Já a enfermaria adulta tem 58% e a pediátrica 71%.
 

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar