Economia e Mercado

Investir ou especular?

[Investir ou especular?]
19 de Junho de 2020 às 13:34 Por: Tarcicio Rodrigues* 0comentários

Apesar de um tema considerado simples, é pouco conceituado em nossa sociedade. Muitas pessoas especulam pensando que estão investindo. Saber a diferença entre ambos é algo muito importante para identificar se sua estratégia de investimentos condiz com seu apetite ao risco e objetivos financeiros.

Em suma, especular no mercado financeiro é tentar prever o comportamento futuro dos preços dos ativos. Geralmente, são operações de curto ou curtíssimo prazo; porém, Benjamin Graham diz em seu livro O Investidor Inteligente que comprar a ação de uma empresa sem entender o que ela faz, independente de prazo, já é especular. Certo ou errado, se você assume o risco desse tipo de operação o ideal é que você esteja consciente disso.  

Investir, novamente conceituado por Graham, é o que fazemos após uma análise minuciosa de uma empresa ou título, dando segurança ao capital investido e uma remuneração apropriada ao risco corrido. Investir é um ato de longo prazo. É importante dizer que investir geralmente está associado a entender como um ativo financeiro gera receita, por isso, por exemplo, operações em moedas ou criptoativos devem ser consideradas especulativas.

Por fim, o ideal é saber o que está fazendo. Ambas estratégias podem e devem coexistir, o que dita isso é o nível de conhecimento do investidor. Risco e retorno andam sempre juntos, porém existem formas de mitigar os riscos, como a diversificação em classe de ativos e, a mais importante: conhecimento. Investir não é uma prova de 100 metros rasos, investir é uma maratona e a educação financeira é vital nessa jornada.

*Graduando em Administração na UFBA, Co-fundador e Conselheiro da Liga de Mercado Financeiro da UFBA e compõe o time da Fernando de Noronha Wealth
 

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Leia os termos de uso

jusnews

Na Sombra do Poder

PodCast

Mais Lidas