Artigo

Donata, Ivete e a confusão

[Donata, Ivete e a confusão]
11 de Fevereiro de 2019 às 08:31 Por: José Medrado*0comentários

E foi a maior confusão a foto de Donata Meirelles, diretora da Vogue Brasil, com as baianas vestidas, sim, de mucama... As baianas caracterizadas artisticamente  são diferentes. Ademais, a cenografia da foto deu margem às leituras feitas. Acredito, no entanto, que a senhora Donata não guardou conscientemente intenção alguma de criar uma imagem, no mínimo deselegante, aos negros, mas não posso deixar, por modesto estudioso do comportamento que busco ser, de perceber que muitas questões desta natureza emergem sem o registro consciente, é uma espécie de drible pelo que se tem estratificado, até sem se dar conta.  A minha verdade, sempre penso, é que se alguém se sentiu ofendido, agredido, não caberá a mim desconsiderar, pois cada qual sabe e vive o registro das suas dores e mágoas, e a isto precisa ser respeitado. Os tempos evoluem, e levam a reboque valores atinentes. Ainda bem. Por outro lado, a própria senhora veio e pediu desculpas. Importante.

Vi também uma grande celeuma, nas redes do BNews sobre o pronunciamento de Ivete Sangalo, no dia seguinte, cumprindo a sua agenda. Imagino a saia justa que ela deve ter pensando que estava, pois precisaria, sim, falar alguma coisa, em decorrência da repercussão do fato. Certamente, a elaboração foi enorme...vi o pequeno vídeo cinco vezes. Sabem o que achei? Ivete ofereceu discurso para ambos os lados, o que se constata pelos próprios comentários às imagens. Ela falou de maneira tão genérica, que fiquei sem saber a quem ela defendia, ou dava lição?!! Verdadeiramente, não consegui entender, qual foi o outro em que ela pensou? Mas reconheço que foi muito inteligente. 

Cora Coralina já propalou que “Coração é terra que ninguém vê”, outro poeta já disse que “é terra que ninguém passeia”. Fato é que cada um sabe o que inspirou esta ou aquela posição, mas diante de tudo que vemos, que nos acontece, o importante é estarmos sempre revisitando nossos conteúdos de valores e princípios e os retificando, no que couber, em benefício do respeito às pessoas e de seus “sentires”.
    
*José Medrado é líder espírita, fundador da Cidade da Luz, palestrante espírita e mestre em Família pela UCSal. Escreve para o BNews às segundas-feiras.

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Leia os termos de uso

jusnews

Na Sombra do Poder

Eduardo Entrevista

Mais Lidas