Entrevista

Fiscalizar propaganda eleitoral nas redes sociais é um grande desafio, avalia juiz eleitoral

[Fiscalizar propaganda eleitoral nas redes sociais é um grande desafio, avalia juiz eleitoral]
28 de Novembro de 2020 às 20:39 Por: Pedro Vilas Boas*

Responsável pela 41ª zona eleitoral de Vitória da Conquista, que tem como função a fiscalização da propaganda eleitoral, o juiz Cláudio Daltro afirma que o principal desafio do trabalho neste pleito foi fiscalizar as peças veiculadas nas redes sociais.

Segundo o juiz, a zona eleitoral registrou até este último dia de propaganda 219 ações. Desse total, 116 são representações de diferentes fundamentações, 69 para direito de resposta e 2 ações para cumprimento das medidas sanitárias.

Confira abaixo os principais trechos da entrevista:

BNews: Como são essas últimas horas para realização do pleito? 

Juiz Cláudio Daltro: Essa últimas horas são pra afinar os trabalhos das seções eleitorais que irão funcionar amanhã para colher o voto do eleitor que irá comparecer a seu local de votação com sua máscara, e-título - permitido baixar até 23h de hoje -, ou com documento oficial com foto e caneta própria.

BNews: Quais novos desafios a pandemia trouxe para seu trabalho e o de sua equipe? 

CD: O processo eleitoral, ele já é trabalhoso, meticuloso. Existe providências legais que tem que ser tomadas, mas, com a pandemia, foi um desafio maior ainda. Mas o desafio que considero como mais interessante é ter a credibilidade do eleitor. Ele acreditar que a Justiça eleitoral pudesse garantir a ele o direito de se fazer presente. 

Nossa abstenção foi menor que 2016, foi de 18%. Naquele outro ano foi em torno de 20%. Esperando também que o eleitor vá e vote, porque esse é o exercício da democracia.

BNews: Quais reclamações mais recorrentes?

CD: No primeiro turno houve reclamações por força das inovações, o e-título foi uma delas. É uma ferramenta importantíssima que foi inaugurada com diversas possibilidades. Havia na eleição anterior, mas não com essas possibilidades, como a justificativa de ausência. Isso foi um desafio grande, mas acredito que no segundo turno esteja bem melhor. 

Outra coisa importante foi a transição de dados. Se questionou se poderia ter ocorrido problemas na questão dos votos, fraude, mas isso não ocorreu. Foi a inconsistência que atrasou a divulgação, mas nada que prejudicasse a eleição. 

BNews: A 41ª zona eleitoral é responsável pela fiscalização. Levando isso em consideração, qual maior desafio nesse sentido? 

CD: Hoje, o maior desafio é o embate na internet. A propaganda tem uma velocidade muito grande, os questionamentos a todo momento. Tem a propaganda do horário gratuito da TV e rádio. Aí reside o maior número de denúncias, tanto na questão da internet, até WhatsApp, que se discute a possibilidade de direito de resposta, existe uma série de questionamentos relacionados às redes sociais.

*Repórter enviado a Vitória da Conquista para cobertura do segundo turno

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar