Coronavírus

Em live, Wizard disse que missão era "forrar o Brasil com cloroquina"

[Em live, Wizard disse que missão era "forrar o Brasil com cloroquina"]
21 de Junho de 2021 às 18:52 Por: Divulgação Por: Redação BNews

O empresário Carlos Wizard, apontado como um dos membros do "gabinete paralelo" de Jair Bolsonaro, apresentou o ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello em uma live e afirmou ter recebido a "missão" de acompanhar contratos e "forrar o Brasil com hidroxicloroquina". O registro foi feito em maio de 2020.

"A missão que o general me passou foi de acompanhar os grandes fornecedores, os grandes contratos, porque você sabe que o orçamento do Ministério da Sáude é um dos maiores da União, cerca de R$ 150 bilhões. Logo, logo você vai ver que o Brasil vai ser forrado de medicamentos, na fase ainda inicial do tratamento, cloroquina, hidroxicloroquina, ou seja, alguns fornecedores são nacionais, mas tem muita coisa que não é fabricada no Brasil e dependemos de fornecedores estrangeiros", disse Wizard, em entrevista à Revista IstoÉ.

O empresário foi peça-chave para negociar a compra de insumos para a produção da cloroquina e hidroxicloroquina, importados da Índia, lidando com a burocracia.

Os senadores definiram que o depoimento do empresário na CPI da Covid será na terça-feira (30). Inicialmente, Wizard ira prestar depoimento na semana passada, mas por estar fora do país, não foi possível. Para evitar uma condução coercitiva, os advogados do empresário procuraram a cúpula da CPI para marcar uma nova data.

Classificação Indicativa: Livre


Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar