Política

Órgão técnico da Câmara contradiz Bolsonaro e afirma que piso para fundão de 2022 é de R$ 800 milhões

[Órgão técnico da Câmara contradiz Bolsonaro e afirma que piso para fundão de 2022 é de R$ 800 milhões]
28 de Julho de 2021 às 09:19 Por: Reprodução/Alan Santos/PR Por: Painel, Folha

A Consultoria de Orçamento e Fiscalização da Câmara dos Deputados emitiu um parecer em que contradiz a tese do presidente Jair Bolsonaro de que é obrigado a sancionar o fundo eleitoral em um patamar de R$ 4 bilhões.

De acordo com o órgão, as duas leis vigentes que tratam do tema determinam, na verdade, que sejam destinados ao menos R$ 800 milhões às campanhas políticas do ano que vem.

Nas eleições de 2020, esse valor ficou em R$ 2 bilhões e, para 2022, o Congresso aprovou na Lei de Diretrizes Orçamentárias um aumento para R$ 5,7 bilhões.

O parecer foi solicitado pelo deputado federal Kim Kataguiri (DEM-SP) e é assinado pelo consultor da Casa Sérgio Sambosuke.

Na última segunda-feira (26), Bolsonaro disse, sem explicar como pretende realizar a operação, que se vetasse o fundão na casa dos R$ 4 bilhões poderia incorrer em crime de responsabilidade.

Notícias Relacionadas

Bolsonaro muda discurso sobre fundão eleitoral e fala em vetar 'excesso', mas não explica operação

Fundão eleitoral de R$ 5,7 bilhões foi inflado sem emenda para não deixar rastro de congressistas

Aprovação de Mendonça ao STF e acordo sobre o fundão são agendas imediatas de Ciro Nogueira na Casa Civil

Classificação Indicativa: Livre


Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar