Acidente

Criança fica presa em bomba de sucção da piscina do Le Parc

Imagem Criança fica presa em bomba de sucção da piscina do Le Parc

Criança só foi retirada 30 minutos depois

Publicado em 05/01/2014, às 08h00        Caroline Gois (Twitter: @goiscarol)

Desespero, corre-corre e medo tomaram conta dos moradores e pais de uma criança, na manhã deste sábado (4), no condomínio de luxo, Le Parc, localizado na Avenida Paralela, em Salvador.

Resgate da menina
Fontes ligadas ao site Bocão News registraram o exato momento no qual a criança, aparentemente com 9 anos, começou a gritar e pedir socorro. A garota, que não teve a identidade revelada, ficou presa pela barriga na bomba de sucção da piscina. Quando ela começou a gritar, os pais - que estavam próximos - ficaram desesperados e tentaram puxar a filha, em vão.

Funcionários do condomínio também tentaram salvar a jovem, mas não obtiveram êxito.  Um bombeiro hidráulico do próprio condomínio então foi chamado e, ainda conforme as fontes, só conseguiu retirar a menina 30 minutos depois. 
Por estar presa pela barriga, a garota conseguiu manter a cabeça fora d'água, o que permitiu que ela não se afogasse. Ela foi retirada bem, apesar do susto e pânico que passou.
A reportagem do Bocão News foi até o local afim de buscar mais informações junto à administradora do Le Parc, a empresa Facilite. Não há informações se houve algum defeito na bomba ou o que, de fato, fez com que a criança fosse sugada. Ninguém da administração quis falar com nossa equipe. Funcionários do Le Parc confirmaram o incidente.
Final trágico
Na madrugada de hoje, após três dias internado, o menino Kauã Davi de Jesus Santos, de 7 anos, que se afogou ao ter o braço sugado pelo ralo de uma piscina em Goiás, morreu no Hospital Santa Helena, em Brasília. Segundo boletim médico, após várias tentativas de reanimação, a criança teve falência múltipla de órgãos por volta das 5 horas.
O acidente aconteceu na última quarta-feira (1º), no condomínio Residencial Privé das Thermas I, em Caldas Novas, no sul goiano. Resgatado pelo Corpo de Bombeiros, o menino foi transferido de helicóptero para a unidade de saúde do Distrito Federal, onde ficou internado na Unidade de Terapia Intensiva. auã mora em Brasília e estava no condomínio com a família para passar o feriado de Ano Novo. Segundo o Corpo de Bombeiros, o cano onde o menino ficou preso tem um sistema que suga a água e a devolve para a piscina através de uma cascata. Os socorristas acreditam que o garoto ficou mais de dez minutos embaixo da água.

Postada às 12h27 do dia 04 de janeiro

Classificação Indicativa: Livre