BNews Pet

Conheça quais são as plantas tóxicas e seguras para seu pet

Reprodução / AuauMania

Para facilitar a vida de quem tem jardim e pets, o Bnews fez uma lista de plantas seguras e tóxicas para cachorros e gatos

Publicado em 11/09/2021, às 08h39    Reprodução / AuauMania    Whaley Emmanoel

Quem tem jardim e bicho de estimação em casa sabe que essa combinação não é fácil de lidar. Seja por conta das travessuras que o pet pode aprontar ou, principalmente, pelas espécies de plantas que podem ser tóxicas para animais. Para facilitar a vida de quem tem jardim e pets, o Bnews fez uma lista de plantas seguras e tóxicas para cachorros e gatos. As indicações são da médica veterinária Marcela Rodrigues. 

Camomila
A camomila é uma ótima erva para tratar indigestão, gases e vômitos. Também é útil no tratamento de dores de estomago causadas por nervosismo e hiperexcitabilidade, por seus constituintes flavonoides. Também pode ser usada para tratar inflamações da pele, alergia a picada de pulgas e infecções bacterianas.

Alecrim
O alecrim é uma erva cheia de qualidades. É uma das plantas mais populares na aromaterapia – seu cheiro é capaz de estimular o sistema nervoso central facilitando a concentração e estimulando a memória. Por conter ácido carnósico, um ácido com propriedades antioxidantes essencial para o sistema nervoso, ajuda a lidar com situações de stress e apresenta efeitos de proteção dos olhos. Também é um excelente aliado da digestão, reduzindo gases e desconfortos intestinais por ter ação carminativa.

Lavanda
Os produtos que podem ser desenvolvidos a partir do Óleo Essencial de Lavanda trazem consigo as propriedades naturais da planta. Dentre elas seu incrível poder natural de espantar pulgas e insetos que incomodam nossos amados, deixando-os em paz para brincar e se divertir sem aquelas coceirinhas chatas.

Gramínea
Ela auxilia na expulsão de bolas de pelos em gatos, por exemplo, e ela é comestível tanto para gatos, quanto para cachorros. Pode ser uma ótima opção para quem tem pet que gosta de comer plantinhas.

Babosa ou Aloe vera
Problemas digestivos como a anorexia, falta de apetite, diarreia, resfriado, vômitos, etc. Devemos utilizar o suco, sendo recomendado cerca de 60 ml/dia.

A planta também pode ser útil em desequilíbrios hormonais e neoplasias. A nível tópico podemos tratar alergias, pruridos, perda de pelo, lesões cutâneas e até cicatrizes antigas e novas. Cada caso deve ser avaliado particularmente, já que dependendo de cada cachorro pode ser aplicado apenas de forma externa ou de forma combinada, externa e internamento, acelerando o processo de cura.

Leia também:

Menino deixa cachorro em abrigo para protegê-lo de agressões do pai
Vídeo: Família descobre o que cachorro

Abaixo a médica separou seis plantas tóxicas que você deve deixar longe do seu pet.

Lírio
A planta exala um forte perfume que pode atrair a atenção dos pets, porém sua ingestão é perigosa, podendo causar falência renal, problemas respiratórios, pele avermelhada, dificuldade de engolir e alucinações.

Azaleia
Presente em muitos jardins e até em parques que os pets costumam passear, a azaleia oferece um risco de moderado a grave devido à sua toxidade. Se ingerida pode causar vômitos, salivação intensa, perda de apetite, diarreia, arritmia cardíaca, pressão baixa, convulsões, cegueira, fraqueza, tremores e até mesmo fazer o pet entrar em coma.

Espada de São Jorge
Apesar de apresentar um menos grua de toxidade, a planta não é indicada para casa com animais de estimação porque pode causar salivação excessiva, irritação na pele e dificuldade de movimentação e respiração.

Comigo-ninguém-pode
Apesar da beleza é uma das plantas mais perigosas para cães e gatos, causando os maiores casos de intoxicação. Pode causar irritação das mucosas, edema de lábios, língua e palato, cólicas abdominais, náuseas, vômitos e o contato com os olhos pode gerar edemas, fotofobia e lacrimejamento.

Samambaia
Os princípios tóxicos da planta prejudicam a produção de glóbulos vermelhos, podendo causar diversos sintomas nos animais, como hemorragias na pele, sangue na urina e fezes e até mesmo anemia. Isso significa que o pet perde sangue muito rápido e pode até morrer. 
Mesmo as folhas secas podem ser tóxicas, por isso para quem tem um exemplar pendurado na parede, é bom estar atento ao chão e retirá-los o quanto antes.

Copo-de-Leite
Essa planta possui toxicidade o oxalato de cálcio. A ingestão dessa planta pode causar irritação das mucosas, dor severa e edema de glote.

Uma dica importante para que os pets não cheguem perto do jardim ou da horta é manter um local específico para seus pets, com plantinhas que eles podem comer. Tendo seu espaço, seu animal dificilmente vai chegar perto da horta. 

Vale lembrar que, em caso de qualquer sintoma anormal na saúde do pet após a ingestão de plantas, leve-o ao veterinário e, se possível, leve também a planta consumida.

Leia mais:

>> Especialista explica como cuidar de filhotes de gato que estão sem a mãe
>> Aprenda a identificar os sinais que apontam um gato estressado e como ajudá-lo
>> Saiba como prestar os primeiros socorros em casos de acidentes e situações inesperadas com o pet

Classificação Indicativa: Livre