BNews Sergipe

Interventora do Hospital Cirurgia fala sobre polêmica dos R$58 milhões em repasses atrasados

Divulgação/TCE

Senador Alessandro Vieira havia acusado Governo de Sergipe de atrasar repasse

Publicado em 25/11/2021, às 21h46    Divulgação/TCE    Redação BNews

A interventora do Hospital Cirurgia, Márcia Guimarães, falou sobre a polêmica relacionada aos atrasos de repasses de R$ 58 milhões por parte do governo de Sergipe. Ela explicou que existem duas situações referentes a montantes repassados pela Secretaria de Estado da Saúde (SES) à instituição e confirmou que há um atraso em um desses cenários. A confirmação veio após o senador Alessandro Vieira (Cidadania) acusar o governo do Estado de atrasar esse repasse e a SES negar que tenha emenda com esse valor

Márcia comentou que há duas situações distintas referentes a repasses. A primeira é em relação às emendas de bancada direcionada pelos parlamentares sergipanos. Já a segunda delas tem relação com o contrato de prestação de serviços que o hospital mantém com a Secretaria para atender pacientes da rede pública. 

“Com relação a repasses, posso dividir em duas situações, uma é repasse de emendas, que na verdade é uma negociação. A gente pede aos parlamentares e nos últimos dois anos eles têm feito esse compromisso com o hospital, o que nos dá condição de melhorar”, disse ela em entrevista ao Jornal da Fan, da rádio Fan FM. E detalhou: “A gente conseguiu climatizar as enfermarias, colocar poltronas para acompanhantes, colocar camas com grades, que é uma meta de qualidade, melhorar a subestação para a questão energética do hospital. Tudo isso com o repasse das emendas, que o governo do Estado recebe, porque o hospital não tem condições de receber, e ele, burocraticamente, tem que cumprir algumas etapas para poder repassar esse convênio. Nessa questão de emendas, a gente tem R$ 2 milhões com relação à emenda de 2020, que está num processo de apostilamento de procedimentos para que a gente possa receber”. 

Leia Mais:

Prefeito de Aracaju mostra confiança e já faz planos para 2022
Belivaldo Chagas diz que só irá discutir sobre sucessão em dezembro: “Quem tiver com pressa, se lance”

Márcia ainda acrescentou: “Com relação à emenda de 2021, que foi destinada pela bancada de Sergipe, isso passa por uma fase que se chama construção de um plano operativo, o que valor chegou na Secretaria de Estado da Saúde em setembro e agora em 17 de novembro a secretária abriu um grupo técnico e convidou o hospital de Cirurgia para participar. Tivemos a primeira reunião no dia 17, tivemos outra agora dia 23 e vamos ter outra amanhã, para que a gente possa finalizar as metas quantitativas e qualitativas e, com isso, formalizar os instrumentos de repasses dos valores desta emenda no valor de R$ 25 milhões”. 

Sobre a dívida da SES resultante do serviço prestado, a interventora fala sobre a necessidade de um novo contrato, já que o hospital realizou atendimentos acima do valor contratado pela Secretaria. Ela afirmou que o valor foi excedido por causa dos atendimentos complexos que a unidade vinha recebendo e garantiu que um novo contrato já está sendo discutido para que possa ser válido a partir do dia 1° de dezembro. 

Márcia afirmou que o governador, Belivaldo Chagas (PSD), já tomou conhecimento da situação e já liberou parte do dinheiro, que foi usado para pagar a primeira parcela do décimo terceiro salário dos servidores do hospital. 

Ela contou: “O governador nos chamou preocupado com isso e a gente colocou que estávamos com dívidas e isso estava nos deixando acuados frente a fornecedores e que precisávamos dar uma solução nisso”. “Com isso, ele já fez o aporte inicial e fiz o pagamento da parcela do décimo terceiro, e deve nos apresentar um cronograma de pagamento do que é devido e após o impasse desse empréstimo devemos ter a solução”, finalizou.

Leia Também:

STJ decide que Justiça Federal em Sergipe vai julgar ações sobre derramamento de óleo em praias
Senador aparece em último nas pesquisas para presidente da República
Deputado quer mudar nome de cidade próxima a Aracaju para homenagear ex-governador

Classificação Indicativa: Livre