Cidades

Mãe que matou filho de 5 anos envenenado não demonstrou remorso

Divulgação/Polícia Civil

De acordo com a polícia, a mãe da criança confessou ter cometido o crime

Publicado em 07/05/2022, às 08h06 - Atualizado às 10h55    Divulgação/Polícia Civil    Redação BNews

O caso que chocou os moradores do município de Ibiquera, a cerca de 400 km de Salvador, de uma mulher presa por envenenar e matar o próprio filho de 5 anos, Romério Sampaio Vaz, no último domingo (1º), ganhou mais um desdobramento. Segundo o G1, o coordenador da 12ª Coordenadoria Regional de Polícia Civil (Coorpin), delegado Geraldo Adolfo, a suspeita não demonstrou nenhum remorso durante o seu depoimento na polícia, na última quinta-feira (5).

A mulher, que foi presa após denúncias da vizinhança, disse em depoimento que a criança mexia nas panelas e desarrumava a casa. Por isso, de acordo com ela, teria envenenado o filho com veneno para rato, contaminando a água e a comida da criança, ainda no sábado.

LEIA MAIS: Menino de 11 anos relata tortura e é resgatado em SP; pais são procurados

Segundo a publicação, a vítima não resistiu e morreu no dia seguinte. Entretanto, informações da polícia apontam que após a morte do menino, ela, duas mulheres e o avô de Romério resolveram ocultar o corpo. A polícia encontrou o cadáver em uma cova rasa em uma zona rural do município.

A Polícia Civil segue na investigação e ainda não detalhou a participação das duas no caso, mas disse que elas deverão responder pelos crimes de destruição, subtração ou ocultação de cadáver. A mãe também responderá pelos mesmos delitos, além de homicídio.

O caso é investigado pela Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin) de Itaberaba.

Siga o BNews no Google Notícias e receba os principais destaques do dia em primeira mão!

Classificação Indicativa: Livre