Cidades

Salvador está entre finalistas de prêmio internacional por melhores práticas de participação cidadã

Otávio Santos /Secom

Publicado em 20/07/2022, às 09h15    Otávio Santos /Secom    Redação

Salvador é uma das finalistas do prêmio por melhores práticas de participação cidadã, concedido pelo Observatório Internacional da Democracia Participativa (OIDP). Na disputa, a capital da Bahia aposta na experiência do processo de construção do Plano de Ação Climática, considerando as oficinas de participação de grupos da sociedade civil. O resultado do concurso vai ser divulgado em outubro, e a entrega do prêmio acontece em dezembro, na Conferência do OIDP, em Grenoble.

A experiência soteropolitana foi selecionada pelo Júri do Prêmio OIDP, composto por nomes de reconhecido prestígio e experiência no campo da participação cidadã, governo aberto, governos locais, ciência política, sociologia, planejamento urbano e movimentos sociais.

Em setembro de 2022, uma reunião dos membros do júri será organizada para deliberar sobre as diferentes propostas. Na ocasião, também será determinado se, além de um vencedor, serão concedidas menções especiais temáticas nas seguintes categorias: Melhor experiência de um governo regional; melhor experiência de uma perspectiva de gênero; melhor experiência no campo da transição ecológica ou em outro campo que o júri considere apropriado. Se não houver acordo sobre o vencedor, será realizada uma votação secreta entre os membros.

“Recebemos essa notícia com muito carinho e honra, pois mostra que Salvador vem se consolidando nas boas práticas de gestão, no exercício da democracia e participação popular. Para construirmos o Plano Municipal de Ação Climática tivemos a participação cidadã, construímos algo pioneiro no país, com a contribuição da sociedade civil, organizações e, sobretudo, mais afetadas pelas mudanças climáticas”, afirmou a vice-prefeita, Ana Paula Matos.

Segundo o coordenador do Escritório de Cooperação Internacional da Prefeitura de Salvador, João Victor Queiroz, inscrever Salvador na disputa surgiu pelo fato da capital já se destacar com a elaboração do Plano de Ação Climática.

“A capital baiana é uma das poucas cidades no mundo que possui o plano. O prêmio OIDP é reconhecido mundialmente e tem uma parceria com a CGLU (Cidade, Governo e Locais Unidos), maior rede de cidades locais no mundo. Então, chegar à final já carimba nossa capital como uma das cidades com maior participação popular na gestão pública e que executa na prática e na sua essência a justiça climática”, avaliou.

Siga o TikTok do BNews e fique por dentro das novidades.

Classificação Indicativa: Livre