Na Sombra do Poder

Na Sombra do Poder: chora, cavaco

[Na Sombra do Poder: chora, cavaco]
07 de Junho de 2018 às 00:00 Por: Editoria de Política

Chora, meu cavaco

Em uma bela tarde de domingo, entre o futebol e uma cerveja gelada, o secretário municipal de Saúde, Luiz Galvão, arranha no cavaco em um bairro popular de Salvador. O povo chora nas UPAS, nos braços do neo-secretário chora o cavaco. 

Briga no ninho 

Não chamem para a mesma mesa o vereador Leo Prates (DEM) e o deputado Pablo Barrozo (DEM). As acusações de ‘desvio’ de votos são mútuas. No meio do fogo cruzado, o prefeito ACM Neto (DEM) é o bombeiro tentando apagar o incêndio.

Ausência

A secretária estadual de Agricultura, Pecuária, Irrigação, Pesca e Aquicultura (Seagri), Andrea Mendonça (PDT), não deu as caras na Bahia Farm Show, que é a segunda maior feira nacional da agroindústria. A ausência não chegou a ser notada, pois muitos dos que foram consultados por esta coluna durante o evento dizem tratar-se de uma secretária “turista” no setor.

Momento de audição

Foto: Mateus Pereira/GOVBA

Por outro lado, o governador Rui Costa participou da abertura do evento, saiu para almoçar com empresários e depois voltou para percorrer stands e a feira. Algo raro na agenda do petista é ficar um dia em um local. É sinal de que os produtores da região estão com moral. 

Bola fora

A atenção dada ao evento do oeste baiano, no entanto, não foi ponto fora da curva do governador quando o assunto é horário. Marcou para 9h a inauguração de um centro de exames municipal, chegou mais de 10h. 10h era o horário da abertura oficial da feira. Este só começou perto de 11h e terminou para lá de 13h30.

Brincadeira tem hora

Foto: AL-BA/Divulgação

O governador brincou ao assumir o microfone: “vou falar pouco porque o presidente da AL-BA, Angelo Coronel (PSD), disse que está com fome. Vou falar apenas 1h30”. A brincadeira tirou risos de todos no “auditório”. Os risos viraram caras de preocupação quando o governador continuava o discurso após 1h10.

A escola

O presidente da Associação  dos Produtores e Irrigantes da Bahia (Aiba), Celestino Zanella, foi enfático ao defender os agricultores em detrimento dos gestores públicos e das instituições financeiras: “Os governantes precisam aprender a fazer mais com menos, tal qual os produtores. E os bancos precisam entender que são importantes, mas não tão importantes assim”. O recado foi dado!

Boulos indigesto

Foto: Vagner Souza/BNews

A passagem de Guilherme Boulos, pré-candidato a presidente pelo Psol, por Salvador deu dor de cabeça à turma do prefeito ACM Neto. O socialista decidiu comparecer a um dos já inúmeros protestos contrários ao BRT e deu potencial visibilidade aos gritos dos poucos manifestantes. 

Em Brasília...

Na terra dos candangos, a deputada federal baiana Alice Portugal (PCdoB) tenta, na Comissão de Desenvolvimento da Câmara dos Deputados, aprovar um requerimento para discutir o BRT de Salvador no colegiado. Ganhou apoio de colegas esquerdistas que militam contra Neto na Bahia. Juntos, acusam os aliados do democrata de colocarem obstáculos na aprovação do documento.

...um puxadinho

Após Alice e Afonso Florence (PT) puxarem o assunto na roda de debate na sessão desta quarta (6), Aleluia (DEM) se colocou na conversa e ironizou: “Isso aqui está virando uma comissão soteropolitana”. Alexandre Baldy (PP), ministro das Cidades, convidado da ocasião no colegiado, tratou de jogar água nos focos de incêndio.

Mãos de tesoura

Não bastasse a acusação de derrubar árvores para implantar o BRT, a prefeitura de Salvador agora enfrenta outra rebordosa. Na Vila Vicentina, na Lapinha, próximo ao colégio Navarro de Brito, os moradores já estão chamando o prefeito ACM Neto de "Netinho Mãos de Tesoura". Motivo: por lá, dizem que árvores com mais de 50 anos foram arrancadas para dar lugar a uma praça.

A volta

Euvaldo Jorge está de volta à Câmara de Salvador. Com o regresso do vereador do PPS ao Legislativo, retornou também um apelido que o edil ganhou nos últimos tempos: ‘Puxa-saco’. A foto não nos deixa mentir. Vide seu apoio. 

Desordem

Outro barulho indigesto para a prefeitura nos últimos dias foi causado por um cantor na Pituba. Um caminhão da Secretaria de Ordem Pública em serviço passava pela rua quando o ilustre artista decidiu fazer a carroceria do veículo de palco em frente a um bar. Fica a pergunta: quem põe ordem na desordem?

Com a mesma moeda

Angelo Coronel, aspirante ao Senado pelo PSD, foi dizer que a eleição para governador sem ACM Neto será um Bahia (Rui) versus Galícia (Zé Ronaldo) e recebeu ironia em troca. Tiago Correia (PSDB) trouxe à baila a concorrência que Coronel tem atualmente para a vaga na chapa majoritária: “O deputado Coronel citou a comparação porque está pensando no Senado, onde Lídice da Mata é o Bahia e ele, o Galícia. E, no entanto, o Galícia está ganhando de goleada no tapetão”.

Briga de foice

Na base de Rui Costa, há muita sede e pouca água. Muitos partidos do seu arco de aliança querem um lugar ao sol na majoritária. Com Rui na cabeça da chapa, João Leão na vice e Jaques Wagner (PT) com uma das duas vagas para o Senado, a segunda cadeira na Casa Alta do Congresso virou motivo de guerra. PSD, PSB, PDT, PCdoB, PR... todo mundo sonha em ser contemplado.

Pulverização 

O presidenciável do PSOL confirmou ontem ao BNews o que o cenário já indica nos últimos tempos: uma eventual união da esquerda no primeiro turno da disputa pelo Palácio do Planalto será praticamente impossível. Ao contrário do centro e da direita, que já defendem abertamente a unidade de seu campo, os partidos da ala oposta parecem inflexíveis ao diálogo. E isso pode custar caro em outubro, quando a Presidência pode cair nas mãos de extremistas como Jair Bolsonaro (PSL).

Gol contra

Em 2014, o então goleiro da Alemanha, Manuel Neuer, ganhou uma camisa do Bahia de presente. Resultado: Brasil tomou 7 a 1 dos alemães na fatídica final da Copa. Por aqui, quem se esqueceu da trágica combinação foi o presidente do FNDE, Sílvio Pinheiro (DEM). O democrata e ex-auxiliar de ACM Neto (DEM), em sua recente passagem por terras alemãs, deu uma ‘bola fora’ a poucos dias da abertura da Copa da Rússia: presenteou o CEO da Universidade de Steibeins, professor Werner Faix, com uma camisa do Bahia. Poderia ter levado um livro de Jorge Amado, uma obra de Caribé...

Bandeira branca

O mundo dá voltas. Quem diria? Tarcízio Pimenta, outrora rival de Zé Ronaldo em Feira de Santana, fez as pazes com o democrata pré-candidato ao governo da Bahia. Numa postagem na rede social Instagram, Pimenta aparece ao lado de Zé Ronaldo com a legenda 'Gov José Ronaldo'. É o reencontro da criatura e criador.

Vida de suplente

O vereador Ricardo Almeida (PSC) postou uma fogo degustando uma sobremesa durante o último feriadão. Pelo visto, a vida política do social cristão está doce. E estaria muito mais açucarada se Lorena Brandão ou Alberto Braga, ambos do PSC, fossem candidatos em outubro e um dos dois vencessem, assim ficaria com a cadeira de vereador garantida, visto que é suplente. Mas a pergunta que não quer calar: a sobremesa tava saborosa, vereador?

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar