Na Sombra do Poder

Na Sombra do Poder: Aleluia na solitária

[Na Sombra do Poder: Aleluia na solitária]
Por: Reprodução/ Redes sociais Por: Editoria de Política 0comentários

Aleluia na solitária
Nos grupos de vereadores é unânime a opinião de que o vereador Alexandre Aleluia está na geladeira. Fontes da NSP dizem que ele está numa espécie de solitária, isolado do parlamento soteropolitano e que teria aprontado com alguns dos edis mais antigos da Casa. Quando ele chega, encerram o papo na hora. Tem gente já falando em isolamento até 2020... Abre o olho, Aleluia.

Discernimento

O núcleo político que cerca o prefeito ACM Neto (DEM) saiu do desfile cívico do 2 de Julho com o discernimento apurado de que era preciso reagir ao movimento de revelia de alguns aliados que deram fôlego ao bloquinho capitaneado pelo presidente da Câmara, Geraldo Jr. (SD). Antes de recompor as arestas, porém, cabeças do Thomé de Souza tiveram de engolir a seco a jogada ofensiva do futuro ex-aliado Geraldo contra a bancada governista na matéria de isenção do ISS para empresas de ônibus de Salvador. 

Respostas

Mas as respostas vieram. Dias depois, Bruno Reis soltou nas redes sociais um vídeo aleatório com o ex-deputado Irmão Lázaro (PL), em que o cantor-político reafirma aliança com o grupo de Neto. Isso acontece meses depois de ter costurado com Geraldo possíveis arrumações para 2020 em Salvador.
Outro sinal de rearrumação veio com um aceno público do PTB ao lado de Bruno Reis durante uma inauguração na Cidade Baixa. Benito Gama, que também chegou a rascunhar uma composição com Geraldo Jr., parece ter declinado da rota de contramão ao Thomé de Souza.

Acenos 2022 versus reforma da Previdência

Em cada evento que vai, o governador começa a ouvir gritos aleatórios de "futuro presidente", como resultado da movimentação que começou a fazer, discretamente, pelo próximo pleito presidencial. Cheio de acenos para 2022, Rui Costa (PT) não defendeu a impopular reforma da Previdência, também não criticou após terem sido retirados os quatro pontos críticos citados por ele. Foi duramente criticado pela oposição. Rebateu. Agora, é pagar para ver os resquícios disso nas eleições. Tem quem diga que ele vai pagar caro, mas há quem acredite na tese que o "não apoio" é mais benéfico que maléfico.

Maus hábitos
Na inauguração da nova sede do Neojiba, no bairro da Liberdade, houve clássicos da música brasileira e apresentações culturais. Mas, apesar de todo "aparato" dos assessores com pulseirinhas para limitar o acesso ao teatro e diversas recomendações do tipo ‘desligue o celular’, ‘silêncio’ e ‘não pode gravar’, teve deputado pagando mico filmando, fazendo barulho e tudo mais. Ficou feio.

Razão
Pairou curiosidade sobre a verdadeira razão do cancelamento da reunião marcada para terça (9) na Comissão de Finanças na Câmara de Vereadores, que viabilizaria a votação da LDO nessa quarta-feira (10). A tensão entre Legislativo e Executivo abriu margem para diversas interpretações. 

Arrependido

Nos bastidores da Câmara, o comentário geral é que o vereador Paulo Magalhães Júnior (PV) já está arrependido de ter assumido a liderança governista. O edil fica no meio do fogo cruzado entre a Casa e o Palácio Thomé de Souza, já que o presidente Geraldo Júnior (SD) e o prefeito ACM Neto (DEM) não vivem uma boa relação desde o primeiro semestre.

Oi?
O vice-presidente da Câmara Municipal de Salvador, Kiki Bispo, apresentou na semana passada a PLE-220/2019 para incluir o ‘Salvador Fest’ – tradicional festa privada de camisa colorida - no calendário oficial da cidade de Salvador. Tirem suas conclusões.

Malas prontas 
O prefeito de Simões Filho, Dinha, está de malas prontas para o DEM, mirando as eleições 2020. Porém, fontes desta coluna dão conta que o PSL quer jogar "água" na negociação e já teria feito o convite ao gestor. Resta saber em qual partido ele vai desembarcar.

Ambição senil

Depois de 10 anos agarrado à cadeira presidencial da Assembleia Legislativa – e sem nenhum prestígio nas composições majoritárias do governo da Bahia –, o deputado federal Marcelo Nilo resolveu desenterrar a ambição senil de morar no Palácio de Ondina, tão logo Rui desocupe a residência oficial no final de 2022. A ideia, por ora, não é levada a sério, mas Nilo já começou, ao estilo ‘Correria’, a visitar cidades e plantar a tese.

Não constrói

A atuação de alguns assessores de imprensa – cuja função o próprio nome já revela –, tem causado desconforto aos profissionais das redações que buscam versões oficiais, sobretudo de órgãos públicos. É quase consensual as queixas sobre o trato nada cordial. Se o repórter precisa ligar depois das 18h, tem que ter paciência e muito jogo de cintura para conseguir as informações. O tratamento ríspido tem sido recorrente do outro lado da linha telefônica. A postura não constrói.
 

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Leia os termos de uso

jusnews

Na Sombra do Poder

Eduardo Entrevista

Mais Lidas