Na Sombra do Poder

Na Sombra do Poder: É o menininho de papai, é?

[Na Sombra do Poder: É o menininho de papai, é?]
05 de Setembro de 2019 às 05:00 Por: Reprodução/ Redes sociais Por: Editoria de Política 0comentários

É o menininho de papai, é?
O primogênito de um líder político baiano vem dando as cartas quando se trata de administração hospitalar municipal e estadual. O jovem age como um guepardo quando se trata de edital com técnica e preço. O moço não perde uma, muitas vezes até declinando e deixando para o segundo colocado. O papai deve estar orgulhoso com tamanho desempenho, hein?

Obras para que te quero
O prefeito ACM Neto vem tratorando, literalmente, quando o assunto é “obra” em Salvador. A cidade parece um canteiro de obras. Por onde você passa, há empreiteiros famosos se digladiando por um naco desse bolo. Eles pintam o sete em restaurantes de luxo, articulando e apostando qual será a próxima obra... A verdade é que o prefeito, de olhos voltados para 2020, acelerou e pisou fundo no segmento. Resta saber quem ele escolherá para anunciar como seu candidato e propenso líder do Executivo municipal em 2021. As cartas estão na mesa. Façam as suas apostas.

Amada Amante, a repercussão

Quem está feliz da vida com a repercussão da nota ‘Amada Amante’, que caiu como uma bomba na prefeitura de Salvador, é o chefe de gabinete do prefeito ACM Neto, Kaio Moraes. Fontes fidedignas confidenciaram ao BNews que o número de passagens aéreas caiu desde que a nota foi publicada. Há quem diga que o indicativo de viagem do assessorado com a assessora para a terra da garoa fez com que esposas, namoradas e companheiras passassem a acompanhar a agenda dos seus respectivos.

#tbt da inspiração

Dizem as más línguas que a inspiração do pepista para não passar a cadeira a Adolfo Menezes - como foi combinado com o governador Rui Costa - está nesse #tbt recente em que Leal aparece ao lado do eterno ex-presidente da AL-BA, Marcelo Nilo, especialista em continuísmo. 

Sem traquejo
Além de ser precoce e soar imoral, a engenharia estava sobre os ombros de, pelo menos, três nomes sem qualquer confiabilidade ou traquejo no campo das articulações. 

Padroeiro
Para explicar o perfil de um deles, os corredores da Assembleia falaram esta semana por parábolas: o padroeiro não inspira confiança em ninguém, é hereditário. Entendedores entenderão.   

Garotões da selfie 

Foi no Plenário da AL-BA que os cinco garotões aí foram flagrados tirando uma selfie. Os quatro primeiros da esquerda para a direita são do PSD (Eduardo Alencar, Alex da Piatã - líder do bloco na AL-BA -, Diego Coronel e Rogerinho) e do outro Isidório Filho, que é do Avante. Será uma selfie profética? Em tempos de eleição 2020, Isidório pai tem sido chamado para ir para um partido robusto e sair candidato a prefeito de Salvador. Seria o PSD? Seu filho já está bem entrosado com a bancada.

AL-BA em chamas

Caiu como uma bomba o artigo feito pelo editor de política do BNews, Victor Pinto sobre a sucessão na AL-BA no próximo biênio. O jovem futucou um vespeiro até então já sacramentado para a próxima eleição na casa legislativa. Tudo porque ele deixou no ar uma suposta articulação de dois deputados para derrubar a PEC que barra a reeleição à presidência, o que pavimentaria a continuidade de Nelson Leal no posto. A turma do PSD pegou ar e foi pra cima de Leal para saber que conversa é essa. O jovem deputado tratou logo de desfazer o suposto “mal-entendido” e tocou os projetos da casa. Quem viu a sessão de terça feira (3) na AL-BA afirma que pegou fogo nos bastidores. Melhor chamarem o “bombeiro de sempre” para resolver...

Troca de cintos

Essa pré-campanha de Bruno Reis dá e deixa. Os olhos mais apurados não deixam passar nada: trocou um Ferragamo por um cinto da Castros.

O interlocutor que não se comunica

A prefeitura de Salvador está tentando abrir mais um diálogo com a Câmara de Salvador. No entanto, colocou como articulador uma persona non grata: o ex-deputado estadual Sidelvan Nóbrega. Vereadores já notaram a indiferença do articulador. Não se comunica, nem ao menos cumprimenta os colegas. Na votação dos aplicativos ele estava lá, mas passou despercebido. Articulação então? Zero.

Não chamem para a mesma mesa
Da série não chamem para a mesma mesa: o líder do prefeito ACM Neto, Paulo Magalhaes Júnior, e o vereador Ricardo Almeida. A sessão da Câmara de quarta-feira (4) mostrou uma ferida aberta na base governista. PMJ não conseguiu derrubar o quórum da sessão e, segundo informações, teria creditado isto ao fato de Almeida não ter saído. Há quem diga que já meteram o prefeito no meio da história e até ameaça para Alberto Braga sair da Cogel foi feita, pois essa articulação derruba Almeida, já que é suplente. O clima está tenso.

Olha o pastel

Depois desta coluna flagrar a marmita do vereador Hélio Ferreira em plena reunião de comissão na Câmara de Vereadores, outro edil foi fotografado segurando a comida e não largando-a nem mesmo na hora da foto. Trata-se de Marcos Mendes, que estava em frente à Casa com uberistas e taxistas após a votação da regulamentação do transporte por aplicativo. Ele não largou mão de seu pastel e de seu suco. Eis a prova:

Curto-circuito
No PT, as coisas não são o que parecem ser. O suposto movimento de unidade articulado pelas candidaturas de Elen Coutinho, Martiniano Costa e do deputado Jacó deu tanta confusão, tanta briga, tanta incompreensão que o efeito foi reverso. Explicamos. Solla e Marcelino foram os deputados mais críticos a Everaldo e Josias, que comandam o partido há anos, e a foto com eles causou um curto-circuito na base. A celeuma foi tanta que o resultado foi reverso: nesta quinta-feira, Elen (ligada a Solla e Marcelino) e Lucinha (ligada a Valmir Assunção) farão um evento defendendo candidaturas femininas para a presidência do PT com a presença do senador Jaques Wagner e seu candidato, Éden Valadares. Everaldo plantou vento, colheu tempestade. Em vez de atrair, Josias e Everaldo acabaram empurrando a turma do Avante para a chapa Renova PT.

Camisa em campanha

O bilionário Teobaldo Costa (sem partido), dono do Atakarejo, parece estar preocupado com os mínimos detalhes para a corrida eleitoral de 2020. Um indício é o uso frequente de uma camisa social azul escura. Em aniversários, visitas a bairros, eventos da empresa e até para entrevista concedida à rádio Metrópole, o empresário não abriu mão de estar vestido com a peça. A tática é velha conhecida da política local. Há um tempo, foi o presidente da Câmara Municipal, Geraldo Júnior (SD), que adotou a estratégia. Não tirava a camisa polo listrada, que ganhou fama de “camisa festeira”.

Libras loucas
Se você não entendeu quase nada do que disse o prefeito de Itabuna, Fernando Gomes, não se preocupe. Assista à adaptação em libras e apenas se divirta. A internet não perdoa! 


 

 

Irmão Lázaro – imperdível

Só hoje! Só hoje! PRO-MO-ÇÃO!  Você não pode perder! Promoção do CD do cantor gospel Irmão Lázaro. Um leitor atento da coluna fez o devido registro em uma loja de departamento de Salvador. Na pegada da promoção, eis a questão: por onde anda o popstar gospel? Há quem diga que está se viabilizando para 2020. Aguardemos!

Devolva minha Santo Amaro
Um movimento apolítico está sendo arquitetado por personalidades, artistas, professores, admiradores e gente da gente na terra de Dona Canô. Reuniões vêm sendo feitas no intuito de levar ao Ministério Público algumas denúncias cabeludas contra a gestão do atual prefeito, Flaviano. A mais leve é a arrecadação da tarifa que cabe à prefeitura na rodoviária local, retirada em espécie por um “quebra-faca” ligado ao grupo e aplicado em algumas “reforminhas” caseiras. A saúde e a educação, principalmente, também estão na pauta. Já tem até alguns munícipes falando na volta de antigos fantasmas que reinaram na cidade. Triste Santo Amaro.
 

Chapa de Elen para presidência do PT-BA nega nota da coluna

Os desafios do PT e do povo brasileiro frente ao governo fascista de Bolsonaro são imensos para ficarmos presos a querelas internas, desqualificadas e despolitizadas, por isso afirmo mais uma vez a nossa política de UNIDADE DO PT. Nossa missão neste processo de eleições internas é afirmar a unidade em cima de princípios e parâmetros mínimos que preparem nosso partido para as tarefas que a luta política e social nos coloca. Neste momento o desmonte dos direitos, o avanço do conservadorismo, a prisão de injusta de Lula, são o centro do nosso combate.

Não nos unimos contra ninguém, nem nos subordinamos a agenda de nenhuma corrente, tendência interna ou personalidade do partido. São os fóruns do PT que nos orientam.  Conversamos e conversaremos com todas as forças políticas do PT, afinal, queremos tanto a unidade do PT, quanto eleger a primeira mulher presidenta do PT da Bahia. 
Isto posto. qualquer afirmação diferente dessa política é especulação é tentativa de confundir a base partidária.

Chapa Lula Livre, Fora Bolsonaro - 490 
Elen Presidenta!

Coluna atualizada às 18h50 com resposta do PT-BA

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Leia os termos de uso

jusnews

Na Sombra do Poder

Eduardo Entrevista

Mais Lidas