Na Sombra do Poder

Na Sombra do Poder: Olhares estranhos e cochichos nervosos por 2020

[Na Sombra do Poder: Olhares estranhos e cochichos nervosos por 2020 ]
Por: Montagem BNews Por: Editoria de Política 0comentários

Mais que discurso
A Casa das leis, das ideias e do debate decidiu entrar em cena na questão das manchas de óleo nas praias de Salvador. Mais de duas semanas após os primeiros episódios de poluição em águas soteropolitanas, o prédio da Câmara de Vereadores foi “vestido” por uma faixa preta, estampando uma mensagem forte, mas enigmática. “Somos mais que discurso”. A pergunta é: os vereadores vão meter a mão na massa e fazer mutirão nas areias?      

Olho para João, mas penso em Bruno

Não passou despercebido. No evento que deu início às obras do Museu da Música Brasileira, ACM Neto foi chamar o vice-prefeito e falou João em vez de Bruno. Visivelmente sem graça, ele disse que cometeu o ato falho porque olhou para João, mas pensou em Bruno. Alguém da plateia gritou: “quem sabe numa próxima?”. E os três riram.

#tbt buscando bençãos 

Feche os olhos, curve a sua cabeça e vamos falar com Deus. Nesse mantra, vamos a mais um #tbt cheio de fé para recordar que o vice-prefeito Bruno Reis está recorrendo a todas as fontes de espiritualidade para pavimentar sua peregrinação até outubro de 2020. Antes de erguer preces à Santa Dulce dos Pobres no Vaticano, ele buscou oração e bençãos de um bispo evangélico. A vontade de continuar no Palácio Thomé de Souza é tanta que ele está aberto a mais energias que somarem no caminho.  

Cochichos

Assim como foi em Roma, a cerimônia religiosa que selou a canonização da Santa Dulce dos Pobres na Arena Fonte Nova foi marcada por um comportamento inquieto dos principais players cotados para as eleições municipais de 2020 em solo soteropolitano. Entre uma oração e outra, lá estavam eles cochichando e flertando por composições. As conversas ao pé do ouvido se estenderam ao longo da semana e só Deus sabe o que se passou ali naquele telefone sem fio. A sequência de fotos mostra a intensidade da coisa.   

Rui contra a imprensa?

O governador do Estado, Rui Costa (PT), tem uma relação "ok" com a imprensa baiana. Porém, quando está entre seus pares, parece mudar o tom com os jornalistas. Durante discurso no 7º Congresso do PT na Bahia, o chefe do Executivo estadual inflamou a plateia contra a imprensa, colocando a extrema-direita e os jornalistas no mesmo balaio. Enquanto isso, a esquerda é a vítima da sociedade.

Chá de cadeira I
Apesar do histórico, continua sendo incômodo para a imprensa local aguardar a chegada do governador Rui Costa às pautas. Para não perder o costume, ele fez, mais uma vez, jornalistas esperarem por horas para entrevistá-lo no 2º Distrito Naval, no Comércio, na última segunda-feira (21) – ocasião em que falou sobre a situação das manchas de óleo nas praias do litoral baiano. Para quem ataca a imprensa junto a seus pares, talvez o atraso seja estratégia.

Chá de cadeira II
O chá de cadeira começou às 15h30, primeiro horário anunciado pela assessoria, que às 15h31 informou que a chegada de Rui havia sido alterada para 16h30. O petista chegou às 17h40, mas só atendeu a imprensa por volta das 19h. A demora foi tanta que daria tempo para as equipes de reportagem percorrerem as praias de Salvador e apurarem in loco a situação.

Recado

Na ocasião em que esteve com o ministro da Defesa, Fernando Azevedo e Silva, também para tratar do vazamento de óleo nas praias do Nordeste, o prefeito ACM Neto (DEM) teve que lidar com esse indicador erguido em sua direção. Quem viu a cena, interpretou que, para além da questão ambiental, o emissário do presidente Jair Bolsonaro trouxe um recado expresso sobre a base de sustentação em Brasília.

Mudança de Hábito

Da série ‘A internet não perdoa’. Margareth Menezes é a nossa Whoopi Goldberg. Ela mudou de hábito e foi cantar para a Santa Dulce dos Pobres: "Lá vai Irmã Dulce com sua missão. Se fecha uma porta, ela abre um portão".

Murmúrios
Uma conversa à boca miúda no intramuros da Assembleia Legislativa da Bahia aponta que o clima pode azedar na bancada de oposição em breve. Integrantes do grupo começaram a disseminar que o bloco está sem liderança e perdeu a razão de ser no jogo político da Casa, sobretudo pela quantidade de acordos para a votação de projetos do governo. Os murmúrios precedem uma articulação sobre a liderança da minoria na Casa. Um dos nomes que incendeiam esse movimento quer chegar em 2020 com a patente de líder porque acredita que o status da função pode alavancar suas negociações com prefeitos e pré-candidatos pelo interior.

Focou na missão e esqueceu a concordância

O racha que abalou as bases do PSL nos últimos dias parece ter comprometido também as competências gramaticais dos parlamentares da legenda. Além da incontinência verbal que se viu na troca de farpas na lavagem pública de roupa suja, sobraram também tropeços na concordância em cards nas redes sociais, como este abaixo da deputada estadual Talita Oliveira, que pediu a seguidores para marcarem “5 amigos que também está conosco”. A resenha nos bastidores é que o erro é compreensível, já que ela cumpre um mandato EAD [à distância] e pouco aparece na Assembleia Legislativa da Bahia.

Dedadas
A Câmara Municipal de Salvador já está no clima da campanha Novembro Azul, que visa conscientizar sobre a prevenção e combate ao câncer de próstata. Tanto que, logo após o piti de Sérgio Nogueira na última terça (veja aqui), uma rodinha de vereadores se reuniu ao lado da Mesa Diretora para ironizar a situação e encontrar a resposta para uma pergunta: "Quem fará o exame de próstata nele?".

Poderoso
Informações de bastidores dão conta que a subsecretária de Saúde, Lucimar Rocha, alvo de ataques de vereadores da base e da oposição da Câmara Municipal de Salvador, só se mantém no cargo por força de um poderoso político veterano. Dizem que, se fosse por vontade do titular da Saúde, Leo Prates, ela já teria deixado o cargo. É o que dizem. A saber.
   
Teobaldo "pra toda obra"

Pré-candidato à Prefeitura de Lauro de Freitas, o dono do Atakarejo, Teobaldo Costa (sem partido), é "pau pra toda obra". Nas redes sociais, a assessoria não cansa de compartilhar registros do bilionário em diferentes eventos, de diferentes expressões. Em um deles, Teobaldo joga capoeira - de um jeito próprio, para não dizer esquisito -, e, em outro, aparece "tentando" tocar percussão. E a tradicional camisa azul segue com ele.
 

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Leia os termos de uso

jusnews

Na Sombra do Poder

PodCast

Mais Lidas