Na Sombra do Poder

Na Sombra do Poder: Secretário da verdinha

[Na Sombra do Poder: Secretário da verdinha]
Por: Reprodução/Divulgação Por: Editoria de Política 0comentários

Secretário da verdinha

Um antigo secretário do governo petista anda feliz da vida com a liberação de remédios à base de canabis. Consumidor inveterado da erva maldita, o rapaz tratou de acender logo seu baseado pela orla da Barra na terça-feira e baforar quem passava por perto sem a menor preocupação. Pelo jeito liberou geral, né brouu?

Mancha de betume não sai

Um executivo do poder municipal tem sido citado nas rodas das confraternizações de final de ano constantemente. O jovem vem sendo acusado de estar melando a mão em torno do betume (asfalto) visando a eleição de 2020. É tonelada pra lá, tonelada pra cá, e alguns fornecedores do município já começaram a chiar com a velocidade e “fome” do rapaz em cima do ouro negro. Vale a pena alertar o gestor que mancha de betume não sai tão fácil.

Briga de loiras

Em uma importante pasta da gestão municipal duas servidoras de alta patente, ambas loiras, vêm se digladiando pela atenção do vistoso chefe. Bate boca, mensagens ofensivas, ameaças veladas, etc..tudo vem ocorrendo debaixo do nariz de todos. A situação mais recente foi o chilique que uma delas deu de não comparecer em um evento realizado pela prefeitura caso a outra fosse. Pelo jeito que as coisas vão, o rapaz tá agradando no pedaço.

Alívio temporário

Quem achou que na quarta-feira a eleição para presidente do TJ-BA fosse dar xabu de novo, se enganou. As previsões de que a PF estava na Bahia para mais um novo desdobramento da Faroeste foram todas frustradas. A movimentação dos agentes foi sobre outra operação: tráfico de drogas e irregularidades em bancos. Teve magistrado e assessor que respiraram aliviados, sabe Deus até quando.

Vão-se os dedos e ficam os anéis

Como o dito popular já profetizaria em relação à operação Faroeste, a NSP resolveu inverter o sentido. Passado alguns dias da operação da PF no TJ e um famoso joalheiro ter sido envolvido até a cabeça no "evento”, fontes ligadas a esta coluna flagraram alguns figurões locais tentando se desfazer de algumas jóias e relógios de luxo em grupos de WhatsApp, tendo alguns abastados interessados nos mimos. Teve gente que pechinchou e saiu de Rolex no braço de um restaurante japonês em seu potente importado alemão...sinal dos tempos.

Ameaças

“A gente entra pra ganhar ou pra perder. E já foi uma vitória, porque passei por cima de ameaças, perseguição”. Essa foi a fala de uma desembargadora do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA), que desabafou com amigos logo após os resultados das eleições para a presidência da Corte. É, em meio aos rumores de novas etapas da Operação Faroeste, parece que mais nomes vão vir à tona em breve. E, quem for da paz que se proteja, viu!?

Maracujina nele

É bom sempre dar uma maracujina ao governador Rui Costa (PT) antes das coletivas com a imprensa, nas quais ele sempre quer ditar quais temas serão questionados. Quando alguém pergunta algo que não está no script, ele sobe nas tamancas. O gestor estadual tem usado e abusado da ironia e da agressividade quando confrontado com assuntos espinhosos - a exemplo do bilhete endereçado a ele encontrado entre os pertences da ex-presidente do Tribunal de Justiça, Maria do Socorro, presa na Operação Faroeste. O petista perdeu as estribeiras e agiu como um certo ser que ocupa o Planalto. Onde há fumaça...

Depois da queda, o coice

Não bastasse a gentileza bolsonariana no trato com a imprensa, o governador avançou para o desdém com sua base, que vive de pires na mão tentando 10 minutos de sua atenção. As declarações foram vistas com maus olhos. Alguns alegam: se o mundo é redondo e gira, coisa é o mundo político. A aprovação do governador tem gerado o receio que base previa: ele tem se sentido autossuficiente. 

Tá sem trabalho, vereadora?

Ana Rita Tavares (PMB) estava toda serelepe no ato de assinatura do novo Terminal Rodoviário de Salvador, na tarde da última terça-feira. O problema é que, no mesmo momento em que o governador Rui Costa assinava o documento e discursava, a Câmara Municipal de Salvador mantinha uma sessão ordinária em aberto. A coluna flagrou a edil falando tranquilamente ao celular durante o evento, na Governadoria.

No susto

A vereadora Aladilce soube por este BNews que o prefeito ACM Neto havia ingressado com uma queixa crime contra ela. Coitada! Foi pega no susto. Afirmou que não havia sido comunicada oficialmente ainda. Pelo que se sabe, a primeira audiência já está marcada para 2020. Já mostra que o ano eleitoral vai ser bom. Neto foi pra cima da comunista pelo fato dela ter feito denúncias sobre uma operação que pairou sobre a Secretaria de Saúde. Ela publicou no Facebook uma imagem de Neto e afirmou que foram desviados R$ 10 milhões da saúde municipal. Deu bronca!

Títulos azarentos?

Na semana passada Sosthenes Macedo, diretor da Codesal, recebeu homenagem na Câmara, com a medalha Thomé de Souza. Na madrugada, a chuva tomou conta da cidade e a Defesa Civil teve que se virar. Já esta semana, Fabrizzio Muller, da Transalvador, recebeu o título de cidadão soteropolitano, um dia depois da Polícia Federal bater na porta da sede da Transalvador com a segunda fase da operação Freio de Arrumação.

O Teobaldo da CMS 

Não escapou ao olhar dos observadores de plantão que o gesto de solidariedade do presidente da Câmara de Vereadores, Geraldo Júnior (SD), de entregar donativos às vítimas das chuvas, teve por objetivo engordar seu capital político-eleitoral. Perguntaram onde ele estava naquela fatídica terça-feira quando um dilúvio arrasou Salvador. A pergunta ficou sem resposta. Por aqui, Geraldo terminou ato "solidário" com a alcunha de 'O Teobaldo da CMS'.

#tbt: tudo como dantes?

Era 7 de abril de 2018 quando Geraldo Júnior, então secretário municipal de Trabalho, Esporte e Lazer, fez essa declaração de fidelidade a Neto e Bruno Reis. Dizem que tudo continua como dantes, sem tirar nem pôr! Acredite se quiser...

Léo só tem de bobo a cara

Um influente marqueteiro do Thomé de Souza em conversa com um amigo traçava um cenário para eleição de 2020, onde colocava como certo uma composição de Bruno Reis e Geraldo Júnior. Segundo o espertinho, nesse formato nem eleição haveria, já que o governador não quer melar sua mão em uma eventual derrota de seu grupo. Ao final do cenário, indagado pelo jovem amigo sobre o secretário de Saúde Léo Prates, ele foi enfático em dizer: "esse de bobo só tem a cara". Será que vem novidades por aí no grupo do prefeito?

Bellintani puxou o freio

Há algumas rodadas atrás quando o Bahia estava entre os sete primeiros da tabela do Brasileirão, muita gente cravava a candidatura e eventual vitória de Bellintani na sucessão de 2020. Passadas nove rodadas sem vencer, a “pré-campanha armada para o mandatário Tricolor perdeu gás. Dizem que, orientado por alguns amigos mais chegados, Bellintani baixou o tom sobre política municipal e já fala até em enveredar de vez pelo mundo futebolístico. Dentro do governo já especulam uma chapa de Isidório com um petista puro sangue, o que sepultaria de vez o sonho do jovem gestor.

O que um julgamento não faz

Após a performance de obstrução aguerrida contra requerimentos de urgência colocados pela bancada governistas, o deputado Targino Machado (DEM) terminou a sessão da última terça-feira na Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA) feito manteiga derretida, com direito a declaração de amor no plenário e tudo mais. O motivo da alma leve está na decisão do Tribunal Regional Eleitoral que o livrou de ter o mandato cassado. O que um julgamento não faz, né?

Gratidão?

Já o deputado Marcell Moraes, que ainda vive atolado em encrencas, ressurgiu cheio de gratidão. A pergunta é: pelo quê? Até onde se sabe, o MPF recorreu da decisão que o inocentou no TRE-BA e vai ficar em cima do caso. AL-BA. Além disso, paira o fantasma das denúncias de agressão envolvendo assessores, um primo e uma suposta amante. Tudo nebuloso ainda.

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Leia os termos de uso

jusnews

Na Sombra do Poder

PodCast

Mais Lidas