Na Sombra do Poder

Na Sombra do Poder: Triângulo amoroso na saúde

[Na Sombra do Poder: Triângulo amoroso na saúde]
Por: Ilustrativa/ Divulgação/ Arquivo BNews/ Reprodução/ Redes sociais Por: Editoria de Política 0comentários

Triângulo amoroso
Tem causado estranheza a ação coordenada de três empresas da área de saúde que atacam licitações em municípios do interior do estado. Dizem que as figuras por trás delas são velhas conhecidas do Ministério Público da Bahia e da Polícia Federal. Além de estarem juntinhas em escritórios no eixo nobre da Avenida Paralela, as partes que formam o triângulo amoroso compartilham o mesmo gosto pela vida fitness.

“Operação Controll”

Ocorreu na tarde desta última terça-feira uma operação controlada de busca e apreensão de dinheiro na casa da Desembargadora que é vizinha de seu filho. Havia um Jaguar recheado de dinheiro. Vasco da Gama navegou, explorou a paralela e descobriu o purgatório, mas o coração francês permaneceu ocupado.

Volta, secretário

Peça-chave do governo baiano no gerenciamento da pandemia do novo coronavírus, o secretário estadual de Saúde, Fábio Villas-Boas, gerou gratuitamente um desgaste desnecessário no meio desse turbilhão. Brotou nas redes sociais jogando tênis e deixou muita gente irritada pela disparidade entre o seu esporte de luxo e o drama alheio com o vírus. Volta à realidade, secretário, por favor.

Paradoxos

Na contramão do isolamento social que se impõe à população, algumas medidas do governo do estado e da prefeitura chegam a causar perplexidade pelo paradoxo. A começar pelo tenista, digo secretário Villas-Boas, que reuniu mais de 40 reitores numa sala apertada. O governador Rui Costa e o prefeito ACM Neto também ignoraram a questão e mantiveram, ao menos nos primeiros dias, o cronograma de inaugurações e coletivas com jornalistas.

Gratidão
Quando a gente tem a atenção de quem a gente gosta é tudo, né? Pois é, Sosthenes Macêdo não tem isso do prefeito ACM Neto. Enquanto ele fazia afagos ao patrão e até agradecia por ter sido colocado como chefe da Defesa Civil de Salvador, tudo isso no meio de uma coletiva, Neto abaixou a cabeça e começou a rabiscar alguma coisa que pareceu ser mais importante.

Involução gourmet
O Brasil é diferenciado mesmo! O povo tem urna eletrônica, mas quer resolver os dissabores do governo com panelaço. Os mesmos que cozinhavam Dilma Rousseff em suas varandas gourmet agora colocaram as Tramontinas contra o capitão mascarado. Involução.

Nero


(Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)

Há quem diga que o cego é aquele que não quer ver. Roma pegando fogo e Nero tocando harpa. Parece que só agora deram um sacode no presidente, mas, mesmo assim, ele não sai do palanque. Na coletiva, deu sinais de total descompasso com a calma e a serenidade. Tom belicoso sempre, principalmente contra a imprensa.

Direta

Da série 'A internet não perdoa': A máscara tá caindo. Sem mais.

Disputa de papagaios


O pau quebrou em Cachoeira. Fabíola Mansur, mulher-macho sim Senhor, enfrentou o prefeito da cidade. Os dois, desafetos, estavam de empurra-empurra para saber quem seria mais papagaio de pirata do governador Rui Costa. Deu ruim! Receberam um pito do chefe do Palácio de Ondina e o quebra-pau desconcentrou o homem.

Aproveitando o caos I
Tem vereador agradecendo a Deus o fato de o presidente da Câmara de Salvador ter suspendido o acesso do público ao Plenário. O motivo da comemoração não foi pelas ações de prevenção do coronavírus, mas pra afastar o povo mesmo, para não haver pressão sobre a Reforma da Previdência Municipal. Vai rolar votação sem o povo?

Aproveitando o caos II
Por falar nisso, Geraldinho quer evitar repetir na CMS a confusão que teve na AL-BA. Tomou providências e organizou uma vistoria bem acirrada na audiência pública que discutiu a Previdência. O presida já prometeu que não vai ter balbúrdia. Em tempos de corona, se juntar 50 na porta da Câmara, sai todo mundo preso, por medidas de prevenção via decreto. Malandro é o gato que mora no telhado e não paga aluguel.

Aproveitando o caos III

Por outro lado, GJ aproveita a dispersão do efeito corona e toca a plenos pulmões o que for preciso pra agilizar a Previdência de Neto. Decidiu manter a realização da audiência pública sobre o tema, que estava prevista para esta quinta, no minúsculo auditório do Bahia Center. Vai ficar todo mundo coladinho passando Covid-19 e discutindo uma aposentadoria que nem sabe se terá vida pra aproveitar.

Coroca vick

Sabá fez questão de fazer pose contra o coroca vick, nome popular de WhatsApp do coronavírus. O vereador foi ao Plenário com máscara e, ainda por cima, com luva! O grau de infeção lá dentro chega a tanto, vereador? Com a palavra seus colegas...

Peste suína
Desafetos de Geddel Vieira Lima foram viscerais no comentário sobre o pedido dele à Justiça para cumprir pena em casa por causa da Covid-19. O ex-ministro Palaciano, que hoje toma banho de sol com uniforme, alegou fazer parte do grupo de risco. Aí disseram: "avisa a ele que não é peste suína, é coronavírus”.

O campo deve sentir
As agonias da pandemia já preocupam o pessoal do mundo agro. Transações volumosas podem ser prejudicadas com as medidas de isolamento que se impõem. Organizadores da Bahia Farm Show, por exemplo, acompanham apreensivos os desdobramentos da questão e sentem calafrios só de pensar na possibilidade de ter que adiar a edição prevista para acontecer de 26 a 30 de maio. Por ora, a incerteza já causa um desconforto correspondente ao porte do evento.

Tá amarrado! 
Com a pandemia do coronavírus, o evento que celebraria o aniversário de Salvador no final deste mês foi cancelado e, com isso, Alok, Wesley Safadão e Psirico não vão se apresentar para o público soteropolitano. Não é a primeira vez que isso acontece, já que essas atrações foram remanejadas após não conseguirem se apresentar no Festival da Virada 2020 por causa de uma forte chuva, ou seja, pela segunda vez há algum imbróglio. O jeito é rezar para que até o Festival da Primavera, próximo evento de entretenimento da prefeitura para a cidade, não tenha nenhum problema, senão eles poderão ‘pedir música’ no Fantástico.

Tarda, mas não falha

Após meses de escancaradas boas ações do pré-candidato à prefeitura de Lauro de Freitas, Teobaldo Costa, a Justiça eleitoral finalmente deu um basta. Mesmo sendo dono de supermercado há anos, o democrata decidiu, desde dezembro do ano passado, logo quando manifestou a vontade de concorrer às eleições de outubro, fazer grandes eventos com direito a distribuição de alimentos aos menos abastados do município. Dizem as más línguas que isso só tem um nome: tentativa de conquistar o eleitorado. E foi justamente essa a posição do TRE-BA, que proibiu o pré-candidato de distribuir bens, de qualquer natureza, em Lauro de Freitas, sob pena de se configurar crime de propaganda eleitoral antecipada. E tem gente dizendo que é o velho ditado: 'a Justiça tarda, mas não falha'.

Em tempo: Teobaldo recorreu da decisão.
 

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Leia os termos de uso

jusnews

Na Sombra do Poder

PodCast

Mais Lidas