Na Sombra do Poder

Na Sombra do Poder: Mumm-Ra, o ser eterno

[Na Sombra do Poder: Mumm-Ra, o ser eterno]
Por: Divulgação/ Reprodução/ Redes sociais/ Arquivo BNews Por: Editoria de Política 0comentários

Mumm-Ra, o ser eterno
Uma figura bastante conhecida na política baiana é vista hoje como um misto de Carluxo com Maquiavel. Fisicamente, assemelha-se a Mumm-Ra (vilão da década de 1990 do desenho ThunderCats), mas suas habilidades de propagar o mal fazem dele uma figura bastante controversa no universo político local. A maioria dos caciques se afasta dele com medo de suas artimanhas. Quem antes o admirava, hoje já nem liga mais para ele. Resultado, vive vagando por aí pelas sombras do poder, colhendo ainda frutos de outrora, um tanto quanto macabros. Tornou-se, como dizia o antigo vilão, “um ser eterno”.

A trapalhada do China
A trapalhada da semana ficou por conta do empresário chinês Charles Andrew Tang, que afirmou que o governo baiano comprou 600 respiradores de uma empresa fantasma nos Estados Unidos. Depois, o rapaz recuou e soltou uma carta se retratando e admitiu que falou do que não sabia. Fontes da NSP revelaram que, no fundo, a história é outra. O chinês tinha interesses em negociar produtos com o governo, mas como foi alijado do processo, começou a disparar. 

Projeções

Corre nos bastidores do PT uma declaração que o ex-presidente Lula teria feito sobre o potencial do governador Rui Costa para ser o presidenciável da sigla em 2022. É uma narrativa precoce e que não foi muito bem vista pelo público externo nesse momento de pandemia. Contudo, interlocutores de Brasília passaram a fazer consultas ao Correria baiano para sondar a veracidade dessas projeções. O confronto de narrativas com o presidente Bolsonaro desde o início do ano, no caso do vazamento de óleo nas praias, até agora na questão do coronavírus colocou Rui num pedestal nacional, deixando Haddad – presidenciável mais recente – como figurante no jogo político eleitoral que começa a se desenhar.  

Solidariedade

Todo mundo sabe que a NSP traz notas ácidas, cômicas e sempre no encalço de todos os políticos, com uma lupa nos bastidores, mas agora vamos falar sério. Sem brincadeira. Queremos deixar nossa solidariedade ao secretário da Saúde de Salvador, Leo Prates, que passa por um momento complicado. Sua irmã grávida, seus filhos pequenos e outros familiares contraíram o coronavírus. Leo, vai passar!

Apreensão

Quem também está vivendo momentos de apreensão é o chefe de gabinete do prefeito ACM Neto, Kaio Moraes, que testou positivo para a Covid-19. O caso mexeu em cheio no núcleo do Executivo. Neto se submeteu ao exame e vai passar a despachar de casa. A turma que orbita o Palácio Thomé de Souza está de orelha em pé.

Sem Soluções 
A empresa terceirizada que assumiu recentemente o contrato com a Prefeitura de Salvador tem dado dor de cabeça aos empregados das pastas municipais. A Soluções Terceirizados este mês atrasou o salário de parte dos funcionários e deixou muita gente passar o Dia das Mães com o bolso vazio. Além do mais, a acanhada sede da empresa, que funciona no Comércio, só conta com um atendente, o que, em tempos de coronavírus, causou enorme aglomeração de funcionários cobrando o dinheiro na conta. De "Soluções", só o nome!

Tudo como dantes

Quem menos anda, voa. Aquela história de reeleição de Nelson Leal na Presidência da Assembleia está sendo costurada a todo vapor nos bastidores, apesar dos dias atípicos de pandemia. O cenário, revelado lá atrás pelo BNews, está mantido e os articuladores do projeto trabalham para lubrificar a engenharia de recondução do leal. Ele está tão empolgado com a ideia que já até fala abertamente da “possibilidade”, como fez em uma live da AL-BA.

Cheiro de Nilo

Seja qual for a narrativa que estão construindo para essa investida, será difícil encontrar argumentos para a traição que está por vir, já que que o pepista terá que descumprir, à luz do dia, o acordo que fez com o governador Rui Costa de que passaria a Presidência para Adolfo Menezes (PSD) a partir de 2021. Sinto cheiro de Nilo nessa jogada aí. Entendedores entenderão.

Roberto Carlos, é você?
A turma da resenha na Assembleia Legislativa já começou a espalhar que o deputado Roberto Carlos está aproveitando a quarentena para investir na carreira musical. Dos mesmos criadores de “Caneta Azul”, vem aí “Samara, meu amor”.  

 

Imunes à pandemia
E essa foi a semana do impeachment. Em Madre de Deus, Santo Amaro e Jequié os vereadores resolveram, da noite pro dia, fazer alguma coisa expressiva nas suas respectivas Câmaras e tocaram votações para deliberar processos de impeachment contra os prefeitos. O de Jequié, Sérgio da Gameleira, foi à Justiça e conseguiu barrar a votação. A política (eleitoral) parece estar imune aos tempos difíceis de pandemia.       

Defensores da parafina
Na semana passada, um advogado entrou na Justiça pedindo a liberação da prática de surfe nas praias soteropolitanas, entre 5h50 e 8h. Nas redes sociais, amantes do esporte também protestam pelo direito de pegar ondas em meio à onda de Covid-19. Depois dos defensores da cloroquina, será que vêm aí os defensores da parafina? Vale lembrar que nem um, nem outro tiveram eficiência comprovada na cura da doença.
 

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Leia os termos de uso

jusnews

Na Sombra do Poder

PodCast

Mais Lidas