Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Na Sombra do Poder

Na Sombra do Poder: o agito na AL-BA e a missão de paz de Rui

[Na Sombra do Poder: o agito na AL-BA e a missão de paz de Rui]
30 de Julho de 2020 às 05:00 Por: Pixabay/ Reprodução/ Redes sociais/ Divulgação/ Arquivo BNews Por: Editoria de Política

Barrados no baile
Com o anúncio do casamento do prefeito ACM Neto para dezembro, o Litoral Norte virou um alvoroço. Alguns menudos que estão de quarentena lá, rapidamente começaram a se planejar para a remota lista do casório. O que não sabiam é que a peneira vai ser regradíssima e 90% dos jovens de preto que cercam o gestor vão ficar de fora. Eles devem se contentar em assistir à cerimônia no melhor estilo: LIVE.... Nessa eles dançaram, literalmente!

Wagner, o coringa

Se engana quem pensa que o possível retorno do senador Jaques Wagner à Bahia depende de cadeira cativa em alguma posição. Interlocutores garantem que o olhar de águia do ex-governador considera conjecturas a médio e longo prazo, o que pode surpreender muita gente nas articulações relativas a 2022 em diante. Como dizem, JW sabe seu tamanho, mas sabe ser “coringa”. 

Tratorou
Bruno Reis passou o trator no time do Correria e já levou para a base municipal o PDT, Podemos e PL. Este último já vem namorando há bastante tempo com Reis, mas agora deve, finalmente, colocar um anel de compromisso no dedo, sobretudo porque ele já garantiu espaço para o filho do presidente estadual da sigla, Zé Carlos Araújo.

Revoada no ninho tucano
Caciques do PSDB estão uma arara com a tabelinha entre Tiago Correia e Leo Prates (hoje no PDT) na corrida municipal de Salvador para tentar eleger Daniel Alves, homem de confiança que já foi chefe de gabinete do secretário municipal de Saúde. Gualberto e Adolfo não gostaram nada desse movimento. 

Quem és tu, Brutus?
Não colou o contra-ataque do prefeito de Santo Amaro, Flaviano Bonfim, ao dizer que o cantor Caetano não teria "legitimidade” para falar sobre a tentativa da prefeitura de instalar uma fábrica de produtos químicos na cidade. A retórica de Bonfim contra o artista é tão ruim quanto a gambiarra da sua gestão. Tem gente querendo ver essa valentia para melhorar os indicadores de saúde e educação de Santo Amaro, por exemplo. Quem és tu, Brutus?

Chá de juventude 

O deputado Alan Sanches resolveu inovar nas redes sociais e apresentou o mascote: o "Alanzinho". Um verdadeiro chá de juventude. Haja Renew!

Quem era Pablo

A pergunta que não quer calar: o que o secretário de Turismo de Salvador, Pablo Barrozo, estava fazendo ao lado de Rui Costa e companhia na entrega de veículos no Parque de Exposições? Pra quem mal aparecia em eventos na capital baiana enquanto ocupava uma cadeira na AL-BA, agora posa para foto e tudo!

Andreia sem Cajado

A ex-prefeita e atual pré-candidata à sucessão municipal em Dias d'Ávila, Andreia Xavier, resolveu “esconder" o cajado do seu nome durante a campanha. Passou a adotar o “Xavier”. O sobrenome de seu esposo e fiel cabo eleitoral pode prejudicar seus planos. Fontes da NSP garantem que ela não quer levar a impopularidade do deputado na cidade, onde só conseguiu 1300 votos na última eleição para federal, mesmo sendo ex-prefeito e sua esposa ex-prefeita por três mandatos. Tempos difíceis!

Quem fala o que quer ...


Conhecida por ter sangue quente e não deixar passar um desaforo, a prefeita Moema Gramacho não perdeu a pose na rede social diante de um internauta que resolveu falar o que bem entende. Vale a máxima: "quem fala o que quer, ouve o que não quer". 

Vem fervendo
Por falar em Moema, ela deve reacender as tretas que teve com Mirela Macedo, vice que compôs sua chapa em 2016, mas que agora promete vir fervendo para embolar o jogo eleitoral em Lauro de Freitas. Na última semana, a NSP mostrou que a moça desceu, literalmente, do salto e colocou os pés na lama nas andanças que faz pelas comunidades. Quem esperava a polarização Moema x Teobaldo, pode adicionar um pouco mais de emoção ao pleito de Lauro. 

Não decola
O pleito em Camaçari tá pegando fogo. Agora, quem não deve decolar é a nova esposa de Caetano, Ivoneide. As apostas são para Elinaldo, que deve bater 70% na reeleição. Aliás, o cenário é bem favorável lá para Neto em 2022.

Vacas magras

Tempos de vacas magras no clã do Palácio Thomé de Souza! Isaac e Sosthenes que digam.

Agitou

Mesmo sem sessões presenciais, a Assembleia Legislativa da Bahia voltou a ter dias agitados após o BNews revelar articulações aceleradas do presidente Nelson Leal para se perpetuar na cadeira suprema da Casa, subvertendo a ordem da PEC que impede a reeleição. 

Missão de paz
O assunto ganhou corpo, mas, antes que o clima começasse a azedar, a relação interna da base do governador Rui Costa entrou em campo para apaziguar os ânimos e convocou Adolfo Menezes e Nelson Leal para acenderem o cachimbo da paz. Ninguém sabe até quando vão durar os efeitos dessa missão de paz, mas o recado foi dado.

Terreno livre para Zé Neto 
Em Feira, Colbert toca uma gestão tão atabalhoada que deixa, cada vez mais, o terreno livre para o petista Zé Neto. Além da “ajuda” do emedebista, o deputado federal articula uma composição com Carlos Geilson, cuja fatia de votos (estimada em 15%) é ambiciosamente cortejada e pode fazer até a caravana de Zé Neto surpreender no primeiro turno. 

Por onde anda Negromonte?
Uma pergunta que surgiu numa roda de políticos outro dia desses e que está até agora sem resposta: por onde anda Mário Negromonte? Desde que entrou para a lista inglória da Lava Jato, o rapaz – que já ditou muita coisa no jogo político do estado – deu um mergulho absoluto e ninguém nunca mais ouviu falar.  

Puro sangue

Não se assuste se surgir por aí uma chapa puro sangue do Avante com Pastor Sargento Isidório e Maria Quitéria, ex-presidente da UPB e ex-prefeita de Cardeal da Silva. Por ora, o mais certo mesmo é que ela virá como candidata a vereadora em Salvador, na ponga dos votos de um filho que Isidório colocará na disputa por uma das cadeiras da CMS.

Escola Bolsonaro
Isidório, por sinal, está seguindo a “Escola Bolsonaro”, colocando os rebentos na escadinha familiar de mandatos, em diferentes esferas do Legislativo.
 

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso