Na Sombra do Poder

Na Sombra do Poder: Leu a bula?

[Na Sombra do Poder: Leu a bula?]
10 de Junho de 2021 às 05:30 Por: Reprodução/Redes sociais/Divulgação Por: Editoria de Política

A carta bomba

A divulgação da carta escrita pela desembargadora Ilona Márcia Reis, que foi presa pela Operação Faroeste, provocou um novo abalo no meio jurídico baiano. Vários figurões que estão na iminência de serem visitados pelo carro preto da PF estão contendo o desespero com Rivotril. O universo jurídico está indócil com o que pode vir pela frente diante do farto material que a cada dia se avoluma nas mãos dos investigadores. As 67 páginas escritas de próprio punho por Ilona Reis já estão sendo chamadas de “a carta bomba”. É cenário de fim do mundo... 

Até tu, Otto?

Defensor ferrenho do rio São Francisco, o deputado federal Otto Filho causou surpresa ao votar contrário ao texto da MP da desestatização da Eletrobras, que também prevê R$ 3 bilhões para revitalização do Velho Chico. A fatia bilionária foi uma estratégia do governo pra forçar votos favoráveis, isso tá claro, mas os mais pragmáticos de Brasília sabem que não é todo dia que se encontra esse montante de recurso na mesa.

Aleluia faz as honras

Alexandre Aleluia será mais uma vez o anfitrião do périplo de Eduardo Bolsonaro, o 03, em terras baianas. O destino dessa vez é o oeste do estado, que tem eleitorado ligado ao agronegócio e simpático às ideias bolsonarista. Mas as duas principais cidades de lá estão nas mãos de aliados de ACM Neto: Barreiras, com Zito Barbosa, e Luís Eduardo Magalhães, com Júnior Marabá, ambos do DEM. Aleluia vai pescar em aquário?

Olhos em Marquinho

Quem observa o rito do Conselho de Ética na AL-BA no caso Alden considera que o presidente do colegiado, Marquinho Viana, tem a faca e o queijo na mão para “cancelar” o capitão que acusou, sem provas, os deputados de oposição de receberem bolada milionária da prefeitura de Salvador. Interlocutores ponderam, todavia, que Marquinho não quer precipitar o andar da carruagem e vai se conter ao exercício protocolar da função. 

O pai da criança

O que não faltou foi político querendo tirar proveito da vacinação dos jornalistas. Mas, dá César o que é de César. O mérito é do Sinjorba, que de forma aguerrida soube pleitear até conseguir o feito. E olhe que teve briga com peixe grande. Se em outrora tinha que dissesse que o sindicato era um mero emissor de notas de repúdio, hoje muitos querem voltar a se associar. Grande feito!

Atento e forte

Sobre a vacinação dos jornalistas, um rápido aviso: se pressionar de novo autoridades para descumprirem decisões judiciais, torna a voltar a cruzada contra uma determinada outra autoridade. “É preciso estar atento e forte”.

A Fazenda

A Fazenda da família Roma tá mais badalada que os Realitys televisivos. O que não faltou foi político e indiretas nas redes sociais mirando as eleições. As imagens falam por si só.

Tú vens, tú vens

 

 

Quem também marcou presença na Fazenda de Roma foi Targino Gondim e já saiu de lá com martelo batido sobre a candidatura. Ele que já tentou duas vezes “se achegar “ ao meio político , confirmou que em 22 vai pra federal. Vamos ver se dessa vez entra. No repertório ao lado do ministro: “tú vens, tu vens, eu já escuto os teus sinais”. Na essência da semiótica, a letra de Alceu Valença serviu como uma singela referência ao próximo pleito estadual que pode ter João Roma como candidato ao governo. Mas há quem também não deixe esquecer outro clássico nordestino, dessa vez de Elba Ramalho “se avexe não, amanhã pode acontecer tudo inclusive, nada”. O tempo dirá!

Hackearam-me

Nos últimos meses foi uma avalanche de contas de políticos hackeadas. A última foi do presidente da Câmara Geraldo Júnior. O líder acordou ontem ao som de “Hackearam-me”, do cantor Tierry. Postaram até foto de uma caveira no feed. Será que foram as famosas “forças ocultas” tão ditas pelo líder nos corredores da Casa Legislativa?

Jogou pra galera

O vereador, de Salvador, Daniel Alves (PSDB), está empenhado em sabotar o equilíbrio financeiro das contas do Governo do Estado. No último dia 2 de junho, apresentou uma série de propostas de indicação que visam isenções de taxas, anistia de dívidas e auxílio financeiro de R$ 1 mil para trabalhadores desempregados de diversos setores. Só faltou explicar de onde o governador Rui Costa (PT) tiraria esse dinheiro.

Surfando

Outro que mirou a plateia foi o vereador Cláudio Tinoco. Um dia cobrou a SSP a morte de duas mulheres no Curuzu, no outro cobra a Rui explicações sobre a vacina Sputnik, mesmo após a Anvisa autorizar a importação excepcional.  O edil, que sempre teve uma linha coerente de defesa na Câmara, ou tá perdido, ou tá "surfando" tal como faz na Barra com seu stand up paddle. 

Leu a bula?

Pra se filiar no PSD da Bahia agora tem que saber a diferença de vírus e protozoário, quando o coronavírus começou no mundo e se leu a bula. Se Otto tiver na banca de filiação e largar um “não senhor, não senhor, não senhor”, não vai ter filiação certa.

Pediu atestado

A indústria dos fake News bolsonarista está a todo vapor. Agora espalham nas redes e vai ter gente que vai acreditar que Otto Alencar não é médico. O senador baiano, protagonista em sua atuação na CPI da Pandemia, precisou pedir uma declaração da Universidade Federal da Bahia para provar que foi professor de ortopedia.

Covidário

A regra na AL-BA é se proteger. Servidores andam lá com duas máscaras, com medo de serem infectados. Isso porque muitos gabinetes e salas formaram um verdadeiro covidário na última semana. A AL-BA ainda planeja voltar às sessões presenciais no plenário até agosto.

Suplente-secretário

Não bastasse voltar à AL-BA na suplência de Nelson Leal, Luiz Augusto também capitaliza agendas com o correligionário que hoje ocupa a SDE. Dizem nos corredores que ele virou o suplente-secretário.

Bellintani do Norte

O deputado estadual Roberto Carlos e presidente da Juazeirense está em orgasmos com a classificação do time sobre o Cruzeiro na Copa do Brasil. Os resultados em campo pavimentam sua reeleição e assustam ainda mais a ala do PSB contrária à sua possível filiação. Já estão chamando o homem de Bellintani (que deu certo) do norte baiano. 

Oportunismo pueril

O menino de Vera Cruz encontrou um novo sinônimo para oportunismo: amizade. O moço, que planta a utopia de que é cotado a vice de ACM Neto, também estampa fotos nas redes com Rui Costa (com Jaques Wagner ao fundo) e com João Roma, possível nome de Bolsonaro na Bahia. Ou seja, vença quem vencer, ele quer a fatia do bolo. De bobo não tem nada...
 

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar