Na Sombra do Poder

Na Sombra do Poder: Bafafá Municipal

[Na Sombra do Poder: Bafafá Municipal]
17 de Junho de 2021 às 05:55 Por: StockSnap por Pixabay Por: Editoria de Política

Bafafá municipal
Um servidor da alta cúpula da gestão de Bruno Reis protagonizou uma cena inusitada em um restaurante de renome em Salvador onde almoçava com uma bela colega de trabalho. Ele foi surpreendido com a chegada do namorado da moça e o clima azedou com ânimos enaltecidos, corre-corre pra lá, corre-corre pra cá, mas no final os dois moiçolos foram embora juntos, abraçados no mesmo carro e deixaram a moça na calçada esperando o Uber.

O drible nas Forças Ocultas

E não é que o líder Geraldo Júnior deu um chega prá lá nas forças ”sobrenaturais”? Pois a SSP avisou semana passada que a conta hackeada no Instagram só podia ser obra das forças ocultas, ele então, não contou conversa e deu a resposta com direito a card e tudo: Aqui as forças ocultas não têm vez! Largou o doce após recuperar o perfil na rede social.

Sem correria

O governador Rui Costa (PT) voltou a negar que tenha decidido se vai ser candidato em 2022 ao Senado. Ele voltou a dizer que tem o desejo pessoal de cuidar de sua horta no interior após o mandato. "Não transformo a vida pública em sobrevivência", disparou, em uma live nas redes sociais nesta semana.

Na pressão
Já os queremistas de Rui estão insatisfeitos com esse cenário. Querem a todo custo Rui em algo de destaque na próxima eleição. A cotação da plantação de notas na imprensa, inclusive, está alta. Melhor Rui pagar a fatura a JW e ficar esperando destinos futuros que caminhos novos podem lhe surgir.

Asas de passarinho
O assunto Neto X Roma já virou é conversa de mesa de bar, piadinha pra lá, piadinha pra cá. E quem não perdeu a piada no assunto foi cacique veterano da política baiana. “Como eu tenho um aliado que começa a voar e vou cortar as asas de passarinho, tiro do pé total”, disse a NSP.

Onde passa o boi...
A boiada da prefeitura tá passando, sem freio, rumo à capital federal para bater na porta de João Roma. Se antes o imbróglio com o ex-prefeito ACM Neto inibia o flerte ostensivo,  depois que o prefeito Bruno Reis posou na foto com o ministro pernambucano, os comandados saíram literalmente voando atrás de milhas para Brasília.

Segue o ritmo
Na semana passada a NSP publicou que o clássico “se avexe não, amanhã pode acontecer tudo, inclusive nada” tem presença cativa no repertório do ministro da Cidadania, João Roma, nos encontros realizados aos finais de semana em sua fazenda. Mas há quem diga que a sequência da letra é ainda mais emblemática e, ao mesmo tempo, simbólica sobre o momento político. “Se avexe não, a lagarta rasteja até o dia em que cria asas. Se avexe não, que a burrinha da felicidade nunca se atrasa”. A pergunta que fica é: quem são a lagarta e a burrinha? Em outro trecho, a metáfora fica ainda mais interessante: “Observe quem vai subindo a ladeira, seja princesa ou seja lavadeira, pra ir mais alto, vai ter que suar”. Os cientistas políticos de corredores do poder já estão interpretando. Quem acertar ganha um brinde!

O calote do Pajero

Esta coluna soube de uma aposta feita há anos entre dois atores da política local, o prefeito e o vice-governador. Leão narrou a NSP que em 2018 quando Neto ensaiou se candidatar ao governo estadual , apostou com Bruno Reis uma Pajero que Neto não sairia. Bingo! Na mesma época embalou a aposta e disse que ganharia o governo. Bingo tbm! Questionado se a fatura da dívida vai ser cobrada com juros e correções ano que vem, ele brincou: tá perdoada! 

Manda quem pode, obedece quem não tem juízo 
Três ministros aqui em Salvador e todos com máscaras. Cena difícil de se ver nos eventos lá pelas bandas de Brasília. Um observador logo gritou: ‘É só Bolsonaro presente que ninguém usa”. Manda quem pode, obedece quem ... não tem juízo. 

Tem caroço nesse angu
f

Falando em encontro, não passou batido o mistério do último evento com Roma na capital. Imprensa barrada, zero de credenciamento e muito burburinho. Tem caroço nesse angu.  Estamos de olho!

Cerco bolsonarista

O cerco bolsonarista no oeste da Bahia só faz aumentar e deve fracionar ainda mais o eleitorado na região em 2022. Quem pode embarcar na caravana é o prefeito de Luís Eduardo Magalhães, Júnior Marabá, que foi um dos anfitriões de Eduardo Bolsonaro nas terras do algodão dias atrás. Ele foi eleito pelo DEM, com o selo ACM Neto, e agora está no PP de João Leão, mas nada impede de o fluxo seguir. O 03 tem investido pesado em andanças por diferentes áreas da Bahia, atraindo lideranças e estampado nas redes as demonstrações de apoio que tem visto à reeleição do pai. A Bahia tá na mira do Planalto.

Terra de ninguém
Já diziam os mais velhos, esse negócio de rede social é terra de ninguém. É cada comentário que achamos. Olha só esse na conta do governador do estado em estilo bem baianês.

Classificação Indicativa: Livre


Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar