Na Sombra do Poder

Na Sombra do Poder: o sheik dos remédios

[Na Sombra do Poder: o sheik dos remédios]
24 de Junho de 2021 às 05:30 Por: Divulgação/Reprodução/Redes sociais Por: Editoria de Política

O sheik dos remédios

Essa semana a operação da Polícia Civil e do Ministério Público deixou muita gente de cabelo em pé na cidade. A turma que trabalha com medicamentos ficou bastante apreensiva. Muitos magnatas dos remédios, acostumados a grandes lanchas e apartamentos suntuosos na Vitória e Contorno, botaram a barba de molho. Dentre eles, chama a atenção um posudo que é considerado no meio como o “sheik dos remédios“. O rapaz vai de esparadrapo a medicamentos de alta complexidade. Carros de luxo e casas de veraneio em diversos pontos são fichinhas para ele… resta saber se a operação chega no turbante do bonitão!

Sem o troco da pamonha

Tem muita gente do interior e da RMS de cara virada nesta quinta-feira de São João. O mau humor nada tem a ver com a ressaca da noite junina, e sim porque, pelo segundo ano seguido, a pandemia não permitiu a realização da festa nos moldes tradicionais, quando tais raposas se aproveitavam de recursos públicos para financiarem seus banquetes particulares. Alguns teimosos ainda bateram na porta da Bahiatursa pedindo por “investimentos”, mas não viram sequer o troco da pamonha. Pegaram a estrada de volta de mãos abanando e amargaram uma noite de vacas magras. 

Sobre competências e espaços

O trade turístico da Bahia assiste estupefato à disparidade na ocupação de cargos públicos considerados fundamentais para o desenvolvimento do setor. Quem acompanhou a recente nomeação de José Alves, ex-Setur, para a secretaria municipal de Turismo de Itacaré, no sul do estado, não conseguiu evitar o comparativo curricular com o atual ocupante da Secretaria Estadual de Turismo, Maurício Bacelar, que só chegou ao posto pelas mãos políticas do irmão, deputado federal João Bacelar. Após passagens pelo Detran e pela Adab, o 'faz- tudo' do Podemos chegou ao turismo baiano com conhecimentos técnicos tão apurados como de um sonhador que entra numa agência de viagens.

Novo Messias?

Depois do ocupante do Palácio do Planalto, o senador baiano Angelo Coronel (PSD), ao que parece, quer ser mais um "Messias" na política. Ao rebater as críticas por ter votado a favor da privatização da Eletrobras, em entrevista ao BNews, o parlamentar mandou um "eu os perdoou pois não sabem o que falam", parodiando o conhecido verso bíblico.

A NSP fica na expectativa se o próximo passo do senador será andar sobre as águas do São Francisco revitalizado...

João Roma, uma ameaça real?

O ministro da Cidadania, João Roma (Republicanos), virou uma ameaça real ao projeto de poder do ex-prefeito ACM Neto (DEM). O ex-pupilo do herdeiro carlista está cada vez mais convencido de que, com o apoio do presidente Jair Bolsonaro, pode chegar longe (até mesmo ao segundo turno) na corrida ao Governo da Bahia no ano que vem. Nos bastidores, os demais partidos aguardam o desenrolar dos fatos. "ACM Neto estava com a faixa de governador no peito. Roma chegou e mudou tudo", diz uma importante liderança, em condição de anonimato. 

Davi x Golias

Nos bastidores, já estão comparando o duelo Neto x Roma ao lendário bíblico Davi x Golias. Dizem que o pequenino ex-chefe de gabinete da prefeitura está mostrando na prática ser muito mais eficiente do que as iniciais do gigante nome político do clã carlista. Roma anda a passos largos pela Bahia, usando e abusando do sinal verde que recebeu do Planalto para devastar redutos que tradicionalmente iriam com Neto em cenário de polarização com o PT. 

Locomotiva federal

E o indicativo mais recente de que a locomotiva federal não vai parar, vem com o desembarque dos filhos do presidente na romaria. O 01 e o 03 entram em campo de vez para viabilizar o palanque estadual do pai e, quem sabe, emplacar o próximo governador. Detalhe na foto para a presença de Alexandre Aleluia na mesa de articulação. O moço tá voando em BSB...  

João Roma, o herói de Wagner?

Quem pode sair beneficiado disso tudo é o senador Jaques Wagner, que deve se apresentar como candidato diametralmente oposto ao projeto dos dois. Há a aposta que a divisão de votos entre Neto e Roma pode ajudar a campanha petista a sair na frente - ao menos no primeiro turno.

Portas cerradas

O mesmo Palácio do Planalto que abriu as portas para Roma cerrou os acessos de Neto. Fontes da NSP na capital federal afirmam que o presidente nacional do DEM tem mais de 20 dias tentando uma audiência com o presidente Jair Bolsonaro, mas só encontrou porta na cara! Interlocutores dizem que o capitão tomou ojeriza à figura dele e que será difícil contornar essa composição.

O que restará de Lula

O ex-presidente do PT na Bahia, Everaldo Anunciação, foi alvo de piada interna de correligionários por causa da grafia trapalhada na hora de comemorar a absolvição de Lula nas acusações da operação Zelotes. "Absorvido? Tomara que sobre alguma coisa de Lula", brincaram.

Quem fala o quer...

Benito Gama largou o doce em um grupo de WhatsApp. Ao comentar uma publicação de Isidório querendo capturar o Serial Killer Lázaro ele disse que a Bahia está sem comando: sem Justiça, sem MP, sem imprensa, sem economia...Só esqueceu de falar que também está sem ele no comando do PTB e em cargo eletivo. Logo foi lembrado no mesmo grupo. Prevalece o ditado: quem fala o que quer, ouve o que não quer.

O guardião dos três poderes

Não chega a ser novidade de que o líder Geraldo Júnior é cheio de amigos. Bem relacionado, o vereador tem bom trânsito pelo Legislativo, Executivo e Judiciário. Agora, a curiosidade bateu na NSP em saber por qual motivo o presidente da Câmara de Salvador está no grupo de comunicação entre o Ministério Pública da Bahia e a imprensa? Um olho no peixe e outro no gato? Pelo tanto que o MP tem balançado a capital baiana, vai faltar olho pra Geraldinho.

Quem tem cargo procura Roma (quem não tem, procura também)

O ditado "Quem tem boca vaia Roma" é conhecido e antigo, mas a política fez questão de atualizar. Ministro da Cidadania, Roma tem na sua agenda encontro com políticos baianos já eleitos, que buscam apoio do governo federal, e também pretensos candidatos que querem a benção dele para alçar novos voos. Quem tem cargo procura Roma, e quem não tem, procura também.

Aprendendo a voar

Vira e mexe o coronel Sturaro aparece ao lado do ministro Roma. Entre conversa na fazenda pra lá, conversa pra cá, ele bateu o martelo e já confirmou ao BNews que sairá candidato a deputado federal. O curioso é que ao confirmar a candidatura disse que na esfera federal a segurança pública não tem representante na Bahia. Quem não gostou dessa declaração foi Isidório, que tem no nome de guerra “sargento” e se elegeu defendendo a causa. 

 

 

Das voltas do mundo 

O que aconteceu com Sidininho? Em que parte do jogo a chave mudou? Eis a questão! De esquerdista a bolsonariano de coração, inclusive com candidato a governador definido. Das voltas do mundo!

Cadê o capacete?

Que o presidente não apoia o uso da máscara, a gente já sabe. O que a gente não sabia é que os seus apoiadores também curtem cumprir a lei e usar o capacete, não é Alexandre Aleluia? Alô, Transalvador, Detran, já pode isso?


 

 

Classificação Indicativa: Livre


Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar