Na Sombra do Poder

Na Sombra do Poder: O lobinho retou

[Na Sombra do Poder: O lobinho retou]
02 de Setembro de 2021 às 06:00 Por: Lynn Brystom/iStock Por: Editoria de política

O lobinho retou
Na última semana a NSP trouxe o caso do lobo velho e o lobinho juntinhos. Pois bem, no fatídico evento-teste da última sexta-feira, enquanto alguns servidores e assessores parlamentares faziam seu bolão sobre quem são os pombinhos...[ops, lobinhos], esta coluna flagrou o lobinho chegando ao regabofe sozinho e sendo abordado por uma moça inconveniente sobe a nota. De pronto o moçoilo tratou de virar a cara e foi bajular alguns políticos que se arriscaram ao evento. Dizem que ele saiu soltando fumaça e resmungando muito com a turma…

A Primma de minha Primma
A redação do BNews descobriu no dia de ontem um contrato bem interessante da Embasa com uma empresa chamada Primma. O “Job” estipula mais de R$ 5 milhões para limpeza e conservação na copa da empresa. O que alguns leitores questionavam era a afinidade da tal empresa com uma figura conhecida do bastidor soteropolitano. A piada que rolou foi: “será que é a Primma daquela Primma?”

Bruno vai mexer
Fontes ligadas à coluna afirmaram que o prefeito Bruno Reis irá mexer no seu time até dezembro. Insatisfeito com algumas “mobílias” herdadas da gestão anterior, ele já estaria perdendo a paciência com o fogo amigo interno. A alguns amigos ele teria confidenciado que não dava mais para aturar certas atitudes na gestão e que estava pensando em já sacar de 3 a 4 figuras do “baba” e oxigenar seu squad com pessoas jovens e pró ativas como ele. A NSP já identificou duas das figuras que irão para o paredão. A guilhotina vai descer o vapo.

Data errada
´[p

Há pouco mais de 100 dias no posto, o secretário de Relações Institucionais do Governo do Estado, Luiz Caetano, encheu a mão para comemorar o aniversário de emancipação política da cidade de Camacã e bateu os parabéns na data errada. Antecipou em um dia os festejos da cidade que ocorrem no dia 31 de agosto.


Chamou a atenção o ex-secretário de Saúde da Bahia, Fábio Vilas-Boas, ter patrocinado uma publicação nas redes sociais de uma foto mostrando um escrito com a seguinte frase: “Força! Vai ficar tudo bem!” Quem ouviu sobre o contexto do recado, entendeu o valor da mensagem.

Tudo certo pra dar errado
O evento-teste promovido pela prefeitura de Salvador é a prova de que o ser humano pode se esforçar até para fracassar. Planejaram tudo para dar errado: shows a céu aberto em tempo de chuva; espaço restrito para aglomeração de convidados e imprensa; e QR-Code que não funcionava.

Nervos à flor da pele
O prefeito Bruno Reis parece que previa o fracasso. Chegou à coletiva de imprensa com um semblante sério e respondeu às perguntas de forma incisiva, especialmente à última, feita por um repórter do BNews. Com uma postura digna de baixo clero, o prefeito gritou com o jornalista e mentiu sobre o decreto estadual permitir shows e festas.

Fracasso arquitetado
A impressão dos poucos presentes no evento é que a prefeitura de Salvador fez pacto com a covid-19. Além de tentar incentivar a disseminação do coronavírus, prejudicou ainda mais a retomada do entretenimento na cidade, quase como um fracasso arquitetado.

Inferno astral 
Quem cruzou o caminho do prefeito Bruno Reis no sábado pela manhã ouviu poucas e boas. O jovem gestor viveu, sem dúvidas, o pior dia da sua gestão até aqui, segundo relataram fontes palacianas à NSP

Habemus primeira-dama
Quem acompanha de perto as redes sociais do prefeito Bruno Reis, já percebeu que o amor está no ar com a primeira-dama Rebeca Cardoso. Muito atuante na campanha, ela liderou o Projeto “Mulheres Multiplicadoras”. Nos corredores do Palácio Thomé de Souza, a expectativa é a primeira-dama, enfim, ocupe um papel de destaque na área social da administração municipal. Rumores dão conta que o Parque Social deve ser o destino de Rebeca Cardoso.

Aglomeração de perus
O que não falta nas pautas institucionais do governo do estado e da prefeitura são os conhecidos perus. Inconfundíveis, mesmo sem estarem exercendo nenhuma atividade laboral fazem questão de marcar presença e aparecer nas pautas dos chefes. A NSP recebeu de um leitor um flagra do diretor de Esportes da Prefeitura, Felipe Lucas levando à risca a função da ave. Quando ele percebe que não está bem posicionado para a foto da inauguração da feira da Rótula de Cajazeiras, faz um caminho alternativo e deu um verdadeiro pique pra se posicionar bem na foto da placa. Em meio à aglomeração e à dificuldade de locomoção, a solução do jovem político deu quase certo!


Ficou estranho
A indicação de Nelson Pelegrino a presidente do TCM foi um trator e isso ninguém tem dúvida. Há quem diga que esse trator passou tão forte que não deu nem tempo para a bancada de oposição unir discurso e tentar dialogar sobre o tema. Tanto que agora devem trancar a pauta para tentar criar uma pequena rusga. Mas não passou desapercebido um certo by pass tomado pelo ex-prefeito de Salvador, ACM Neto, e sua bancada de oposição. Nos 45 do segundo tempo o DEM declarou apoio depois do PSDB, Republicanos e até o MDB já terem fechado questão e anunciado voto. Ficou estranho.

Sem unanimidade
Do almoço dos partidos aliados com o ex-presidente Lula: apoio a Jaques Wagner e Otto na arrumação já programada não foi unanimidade, com o primeiro na cabeça e o segundo no Senado. O PP protestou, mas também disse que não seria empecilho. O jeito é esperar até dezembro deste ano ou até abril de 2022 para entender, de fato, como terminará essa arrumação.

Observações
De um observador da política: quem deitou e rolou na visita de Lula em Salvador, dos partidos aliados, foi Otto Alencar. João Leão ficou muito tímido em suas aparições públicas e perdeu a oportunidade de fazer acenos e afagos também públicos ao seu partido na Bahia junto ao petista. Diferente de Otto, que aproveitou a deixa na Assembleia Legislativa para derramar declarações de amores pelo petista, que retribuiu totalmente os afagos daquele que tem se destacado muito na CPI da Pandemia no Senado Federal. Tem vídeo. Tá gravado. O movimento de Leão foi visto e percebido. 

Efeito Lula
ACM Neto bem que pode tá correndo trecho pelo interior a fora, mas a visita de Lula engoliu qualquer movimentação netista, principalmente no noticiário. Dentro e fora da Bahia só se falava na passagem do presidente pelo reino do Dendê. Deu pano pra manga.

Na Bahia, bandido não se cria
As andanças de ACM Neto pelo interior da Bahia já deixaram claro que a campanha de 2022 começou com tudo. Inclusive, as estratégias de comunicação.  Se o calo do governo estadual, principal opositor de Neto, é a segurança pública, o demista já está com o discurso afiado. Após mostrar os índices de criminalidade da Bahia, o ex-prefeito de Salvador finalizou um dos discursos no palanque em referência à clássica frase que todo baiano raiz associa a ACM Avô. “Na Bahia, bandido não se cria”. A briga vai ser boa! 

Saia justa
O deputado estadual Euclides Fernandes ficou numa saia justa diante de apoiadores da pré-candidatura de Jaques Wagner ao governo da Bahia. O parlamentar concedia entrevista minutos antes de um evento com o ex-presidente Lula, na semana passada, e gaguejou muito até ensaiar uma resposta sobre sua permanência na base de petista na Bahia. A militância de esquerda que se aglomerava no entorno não gostou nada da postura esquiva do (ainda) pedetista. O tempo fechou e Euclides deu um jeito de deixar o lugar o quanto antes.

Isidório fazendo escola
O primeiro mandato do Pastor Sargento Isidório como deputado em Brasília tem recebido uma avaliação positiva, pelo menos pelo viés do discipulado. Dizem que o protesto do deputado Alexandre Frota contra o preço do gás de cozinha foi inspirado nas travessuras que o baiano exportou para o Congresso Nacional. Será que frota trocou o clã bolsonarista pelo clã do "doido"?

Dia D

A não ser que uma nova liminar entre na história, esta quinta-feira (2) pode ser chamada de Dia D para o Vitória. Às 18h, os conselheiros do clube se reúnem para votar o relatório da Comissão de Ética do Conselho Deliberativo. O parecer indica o afastamento do presidente Paulo Carneiro por 60 dias, para que sejam apuradas suspeitas de irregularidades em sua gestão. Certo é: seja lá o que for decidido pelos mais de 160 conselheiros, este não será o último capítulo dessa história.

Segunda via?
Caso o afastamento definitivo de PC aconteça - após os possíveis 60 dias longe da presidência - e os sócios sejam convocados para uma nova eleição, o torcedor rubro-negro deve se deparar com a grande questão: qual é a alternativa? A torcida do Vitória já demonstra cansaço das mesmas figurinhas carimbadas que se revezam - entre apoios e brigas - no comando do clube. Talvez último presidente a fazer o torcedor lembrar de bons momentos, Raimundo Viana, o Vovô Mundico - que também está longe de ser o rosto de uma renovação e rivalizou com Paulo Carneiro no último pleito do clube - garantiu ao BNews:  "absolutamente, não sou candidato".

Classificação Indicativa: Livre


Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar