Copa do Mundo

"A Bahia seduziu a Alemanha", destaca consulesa alemã

Publicado em 16/06/2014, às 06h36   Redação Bocão News (Twitter: @bocaonews)


FacebookTwitterWhatsApp

Em conferência realizada na manhã deste domingo (15) no Centro Aberto de Mídia (CAM), no Centro Cultural da Câmara Municipal de Salvador, a consulesa da Alemanha na Bahia, Petra Schaeber, e o cônsul de Portugal no Estado, José Manoel Lomba, falaram sobre os últimos preparativos para o jogo desta segunda-feira (16) entre as seleções dos dois países na Arena Fonte Nova, em Salvador. A partida é motivo de expectativa também para as colônias alemã e portuguesa na Bahia.


Na segunda partida da Copa do Mundo FIFA 2014 na capital baiana Alemanha e Portugal jogam às 13h, pelo Grupo G do mundial. Otimista, a consulesa aposta numa vitória de 3 a 1 da seleção alemã, que escolheu ficar sediada na cidade de Santa Cruz de Cabrália, na região sul do estado.

“A Bahia seduziu a Alemanha e a escolha chegou a ser criticada pela imprensa alemã por conta do prazo para a conclusão das obras do Centro de Treinamento, mas nesse momento é muito elogiada a escolha da federação e tanto jogadores quanto equipe técnica estão satisfeitos com as condições de estrutura e logística”, conta Petra Schaeber.

O número de torcedores alemães na Arena Fonte Nova é estimado em até sete mil pessoas, de acordo com os dados oficiais de ingressos vendidos. Para tentar vencer os portugueses a seleção alemã contará com o apoio da chanceler Ângela Merkel, maior autoridade do país, que assistirá ao jogo da tribuna do estádio. Segundo Schaeber, entre três e cinco mil alemães residem atualmente na Bahia.

Já a comunidade portuguesa no estado é estimada em 3,7 mil cidadãos, além de pelo menos outros 5 mil nascidos no Brasil que possuem nacionalidade lusitana. Para a estréia na Copa, os torcedores de Portugal compraram cerca de quatro mil ingressos.

O palpite do cônsul José Manoel Lomba é mais modesto: “Ficaria satisfeito com um placar de 1 a 0”. Ele destacou a cooperação entre autoridades baianas e portuguesas para garantir uma boa recepção e total segurança aos torcedores. “Temos policiais portugueses trabalhando em conjunto com a polícia da Bahia para dar toda a tranqüilidade a todos que vieram para o jogo”.

*Com informações da Secom


Publicada no dia 15 de junho de 2014, às 14h19

Classificação Indicativa: Livre

FacebookTwitterWhatsApp