Justiça

Adsumus: 13 dias após ser solto, Ricardo Machado é interrogado nesta terça

Roberto Viana/Arquivo/BNews

Além de Machado, a Justiça e o Ministério Público do Estado vão ouvir o ex-vice-prefeito Leonardo Pacheco e o empresário Luís Cláudio Sampaio Lobo

Publicado em 27/11/2018, às 07h25    Roberto Viana/Arquivo/BNews    Redação BNews

O ex-prefeito de Santo Amaro, Ricardo Machado (PT), investigado na operação Asumus, será interrogado nesta terça-feira (27), 13 dias após ser solto. O petista é investigado por suposta participação no esquema de corrupção que desviou, entre 2011 e 2016, ao menos R$ 24 milhões dos cofres da prefeitura.

De acordo com o Ministério Público estadual, o ex-prefeito teria se apropriado indevidamente de um montante de R$ 2,7 milhões. Ele estava preso desde maio deste ano no Centro de Observação Penal (COP) do Complexo Penitenciário da Mata Escura, em Salvador. 

Além de Machado, a Justiça e o Ministério Público do Estado vão ouvir, segundo a coluna Satélite do jornal Correio, o ex-vice-prefeito Leonardo Pacheco e o empresário Luís Cláudio Sampaio Lobo, o Poi, que delatou a participação de Machado no esquema. 

Machado obteve um habeas corpus no Superior Tribunal de Justiça (STJ) no último dia 26 de outubro por decisão do ministro Nefi Cordeiro, relator do processo. O pedido de liberdade foi apresentado na Corte pelo advogado criminalista Gamil Foppel.

Classificação Indicativa: Livre