Justiça

Lava-Jato: Corregedoria do MPF e CNMP concluem que operação não cometeu infração em gestão de dinheiro da Petrobras

Tomaz Silva/Agência Brasil

No entanto, caso retornará à pauta do CNMP após representação movida pela senadora Kátia Abreu

Publicado em 04/08/2020, às 18h07    Tomaz Silva/Agência Brasil    Redação BNews

As corregedorias do Ministério Público Federal (MPF) e do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) concluíram que não houve infrações disciplinares por parte dos integrantes da operação Lava-Jato na medida da criação de uma fundação privada para gerir R$ 2,5 bilhões da Petrobras.

Com isso, o pedido de afastamento do coordenador força-tarefa da operação em Curitiba, Deltan Dallagnol, acabou não sendo acatado após análise dos três órgãos do Ministério Público. No entanto, o caso ainda está longe de um fim: ele retornará à pauta do CNMP após uma representação movida pela senadora Kátia Abreu (PP), que alega irregularidades no processo que criou a fundação. 

Classificação Indicativa: Livre