Justiça

MPBA realiza operação contra escritórios de Salvador por uso de documentos falsos e apropriação indébita

Divulgação/MPBA
Escritórios da capital baiana são investigados por uso de documentos falsos e apropriação indébita  |   Bnews - Divulgação Divulgação/MPBA

Publicado em 24/04/2024, às 10h39   Cadastrado por Marco Dias



O Ministério Público do estado da Bahia (MPBA) deflagrou, na manhã desta quarta-feira (24), a operação Data Venia, cumprindo seis mandados de busca e apreensão contra quatro advogados e seus respectivos escritórios da capital baiana. 

Inscreva-se no canal do BNews no WhatsApp

Segundo o MPBA, os suspeitos participavam de um esquema conhecido como advocacia predatória, que consiste no ajuizamento em massa de ações com pedidos semelhantes para uma pessoa ou um grupo específico, utilizando-se de falsificação e uso de documentos falsos. 

Os seis mandados de busca e apreensão, expedidos pela 1ª Vara Criminal Especializada de Salvador, foram cumpridos nos bairros do Horto Florestal, Caminho das Árvores, Graça e Comércio.

Foi determinada, ainda, a suspensão do exercício da atividade de advocacia dos investigados, além da indisponibilidade de ativos na ordem de R$ 309.151,00 de dois escritórios de advocacia e de seus sócios. 

Oito promotores de Justiça participaram da operação, com o apoio da Polícia Civil e de seis advogados indicados pela Ordem dos Advogados do Brasil Secção Bahia. 

Classificação Indicativa: Livre

FacebookTwitterWhatsApp