Cultura

Paulo Coelho e sua esposa se oferecem para bancar festival de jazz reprovado pela Funarte

Reprodução/Twitter

Com orçamento de R$ 145 mil, o escritor faz questão de frisar que estabelece uma única condição para apoiarem o evento: “que seja antifascista e pela democracia”.

Publicado em 14/07/2021, às 08h01    Reprodução/Twitter    Redação BNews

O escritor brasileiro Paulo Coelho, e sua esposa, a artista plástica Christina Oiticica, se ofereceram para cobrir os gastos do Festival de Jazz do Capão, na Chapada Diamantina, na Bahia, que teve verba negada pela Funarte (Fundação Nacional das Artes).

No seu Twitter oficial, na madrugada desta quarta-feira (14), Coelho postou uma foto ao lado de Christina, com quem tem uma fundação, para comunicar que se dispõem a arcar com o valor.

"Fundação Coelho & Oiticica se oferece para cobrir os gastos do Festival do Capão, solicitados via Lei Rouanet (R$ 145,000). Entrem em contato via DM pedindo a alguém que sigo aqui que me transmita. Única condição: que seja antifascista e pela democracia", escreveu ´Paulo.

A verba da Lei Rouanet foi negada aos produtores do tradicional festival de Jazz da Chapada Diamantina após o Ministério da Cidadania emitir parecer desfavorável por causa de uma publicação no Facebook oficial que indica que o evento é "antifacista e pela democracia".

Classificação Indicativa: Livre