Denúncia

Alunos do Pronatec cobram vale-transporte e prometem manifestação no Senai

Imagem Alunos do Pronatec cobram vale-transporte e prometem manifestação no Senai

Curso garante seguro-desemprego e faltas não são permitidas

Publicado em 01/02/2013, às 13h03        Terena Cardoso (Twitter: @terena_cardoso)

Na tarde desta sexta-feira (1º), estudantes do Programa Nacional de Acesso Ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec) farão uma manifestação em frente à sede do Senai na Rua da Mouraria, no bairro de Nazaré. De acordo com Luis Nogueira, que faz o curso com outros colegas, desde o dia 28 de janeiro eles estão sem receber o valor diário de R$ 5,60 correspondentes ao vale-transporte garantido pelo programa.

“Não queremos prejudicar a imagem do Senai. Só queremos que eles paguem o dinheiro do transporte porque precisamos comparecer ao curso, senão, não teremos direito ao seguro-desemprego. Estamos sem dinheiro e nos sentimos humilhados”, disse. Luis diz ainda que o Pronatec é um curso preparatório para pessoas desempregadas que podem ter a chance de trabalhar em outras áreas de tecnologia. O curso tem aproximadamente a duração de três meses e faltas não são toleradas, já que para conseguir o seguro desemprego, é necessário apresentar a frequência no curso. Algo que pode ser confirmado no site do programa.

“O curso é bom, mas quando vamos para o Senai eles fazem um monte de promessa. Temos direito a auxílio transporte de R$ 5,60 por dia e alimentação que é um pão e suco que eles oferecem. Mas desde o dia 28 ninguém recebeu dinheiro nenhum”, diz o aluno, que lembra algumas humilhações que já chegaram a sofrer. “Ontem vi mulheres chorando, porque pediram dinheiro emprestado para comparecer ao curso. Eles dizem ‘é a obrigação de vocês estarem aqui’”, conta Luis.

Hoje todos vão se reunir a partir das 14h em frente à sede para uma manifestação a qual o aluno salienta: “Não queremos criar confusão, só frequentar o curso e dar entrada em nosso seguro desemprego”, garante.

Em contato com o Senai, o Bocão News registrou a denúncia dos alunos na central de atendimento, que prometeu encaminhar a ocorrência para a coordenação geral do Serviço. Uma resposta sobre o caso foi prometida para até a tarde de hoje.

Classificação Indicativa: Livre