Economia

49% dos lares das favelas do Brasil são chefiados por mulheres, diz pesquisa

Rovena Rosa/ Agência Brasil

A pesquisa “Economia das Favelas – Renda e Consumo nas Favelas Brasileiras” revelou o dado

Publicado em 28/01/2020, às 11h50    Rovena Rosa/ Agência Brasil    Redação BNews

O perfil dos lares das favelas do Brasil possui um dado representativo: 49% das mulheres chefiam as residências das localidades. A pesquisa “Economia das Favelas – Renda e Consumo nas Favelas Brasileiras” desenvolvida pelos institutos Data Favela e Locomotiva e encomendada pela Comunidade Door apontou o papel protagonista do público feminino. 

A pesquisa mostrou também que as favelas concentram uma proporção maior de negros do que a média brasileira: 67% dos moradores de favelas são negros; no Brasil, o percentual é de 55%. A pesquisa considerou que a favela está conectada, já que 87% dos adultos acessam a internet pelo menos uma vez por semana e mais de 97% dos jovens acessam regularmente.

Os dados mostram que 31% dos moradores de favelas não têm conta em banco. Entre aqueles que têm conta (69%), as tarifas e taxas são apontados como o aspecto mais importante na escolha de um banco para 49% dos moradores de favelas.

Apesar de fatores financeiros serem apontados como os principais, 33% consideram aspectos de relacionamento como mais importantes.

Em relação ao tipo de instituição financeira, 67% dos moradores de favelas têm conta em bancos tradicionais, 9% em bancos digitais e 7% têm conta em ambos os tipos de banco. Os moradores de comunidades jovens e com menor renda são os menos bancarizados.

Classificação Indicativa: Livre