Economia

Mercado volta a subir previsão de inflação e estima taxa de juros em 7% em 2021

Marcello Casal Jr/Agência Brasil

Informações são do Boletim Focus desta segunda-feira (26)

Publicado em 26/07/2021, às 11h07    Marcello Casal Jr/Agência Brasil    Redação BNews

O mercado financeiro voltou a aumentar sua expectativa para o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), considerado a inflação oficial do país, para 2021 de 6,31% para 6,56%. 

Acompanhando este movimento, o Boletim Focus desta segunda-feira (26), divulgado pelo Banco Central, indica que organizações financeiras consultadas também avançaram com as estimativas para a Selic, taxa básica de juros, que deve chegar à 7% ao ano até o fim de 2021. 

O mesmo é esperado para 2022. As informações são do site da revista Exame. A Selic - atualmente em 4,25% ao ano - é a principal ferramenta do BC para o controle da inflação.

A próxima reunião do Comitê de Política Monetária (Copom) ocorrerá na primeira semana de agosto, e há a expectativa de alta de, ao menos, mais 0,75 ponto percentual na taxa.  

Já  a expectativa do IPCA para 2022 é 3,80%, segundo o Boletim. A meta de inflação fixada pelo Conselho Monetário Nacional (CMN) é de 3,75%, com margem de tolerância de 1,5 ponto percentual para mais ou menos.

Por fim, para o Produto Interno Bruto (PIB), a estimativa de crescimento para este ano melhorou em 0,02 ponto percentual, a 5,29%. Para 2022, permaneceu em 2,10%.

Notícia Relacionada

Dez de 13 setores da indústria brasileira já retomaram níveis de atividade pré-pandemia

Classificação Indicativa: Livre