Economia

Condições para manter bandeira verde na conta de luz são insuficientes; entenda

Ilustração Freepik

Em ano eleitoral, falta de chuvas no Sul pode obrigar uso de termoelétricas

Publicado em 01/05/2022, às 08h19    Ilustração Freepik    Redação Bnews

O governo já informou que pretende manter a bandeira verde em diversos estados, colocando a tarifa mais baixa, até o final de ano. Entretanto, isso pode não ser viável do ponto de vista técnico, há probabilidade de ser necessário o uso de termoelétricas para suprir a falta de chuvas na região Sul.

Leia também: 

Homem agride filho de 12 anos em resort em Costa do Sauipe e causa tumulto no local

Vigilante vê assalto no Horto, segue suspeito, mas bate moto contra poste

Segundo entrevista concedida pelo o professor do Instituto de Energia e Ambiente da Universidade da USP, Pedro Côrtes, ao site R7, a afirmação do governo é “prematura”.

“Os prognósticos climáticos para o Sul do país não são favoráveis, por conta do fenômeno La Niña, que vai impactar no abastecimento dos reservatórios. Pode ser que a gente não tenha condições de manutenção da bandeira verde até dezembro", avalia.

O La Niña é um fenômeno que provoca estiagem no Sul do Brasil e apesar das últimas chuvas na região, ele deve continuar por aqui entre a metade do segundo semestre e 2023, podendo revertar a situação onde a bandeira verde foi aplicada.

O cientista ainda afirma que não há risco para o abastecimento do país. Mas o racionamento das termoelétricas, que tem energia mais cara, para ajudar na produção de energia, provavelmente, será necessário.

Siga o BNews no Google Notícias e receba os principais destaques do dia em primeira mão!

Classificação Indicativa: Livre