Brasil

Liberação do FGTS começa nesta sexta; veja calendário

[Liberação do FGTS começa nesta sexta; veja calendário]
13 de Setembro de 2019 às 06:19 Por: Divulgação / Caixa Por: Folhapress 0comentários

O saque do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) começa a ser liberado nesta sexta-feira (13) para correntistas da Caixa Econômica Federal. Até R$ 500 de cada conta ativa ou inativa do fundo serão depositados automaticamente na poupança.

Para viabilizar o acesso aos recursos depositados, algumas agências do banco vão abrir no sábado (14), das 9h às 15h. Também haverá um horário especial de funcionamento na próxima semana. As agências vão abrir duas horas mais cedo entre os dias 16 e 20 de setembro.

De acordo com a Caixa, não são todas as agências que estarão abertas e há sábados específicos para atendimento.

O cidadão poderá consultar a lista das que funcionarão aos sábados no site www.fgts.caixa.gov.br.

O trabalhador pode fazer o saque em lotéricas e caixas eletrônicos.

Se o saldo para saque for de até R$ 100, no caso das lotéricas, ele precisa apenas de CPF e documento de identificação com foto. Em caso de valores maiores, é preciso levar o Cartão Cidadão com senha.

Também é possível fazer o saque nos caixas eletrônicos e em correspondentes Caixa Aqui, com CPF e Cartão do Cidadão com senha. 

Neste primeiro momento, apenas trabalhadores que têm poupança no banco e fazem aniversário entre janeiro e abril podem acessar o valor.

Quem não tem conta no Caixa poderá sacar a partir de outubro, de acordo com o mês de nascimento.

Além disso, para acessar o valor direto na poupança, a conta deve ter sido aberta até 24 de julho deste ano, data de publicação da medida provisória sobre o assunto.

O trabalhador que não desejar sacar os recursos precisará pedir ao banco o desfazimento, ou seja, o cancelamento do crédito automático. Será possível pedir isso por aplicativo, site ou internet banking.

Será possível pedir a devolução do dinheiro às contas do FGTS até abril de 2020.

Nesse caso, o banco vai estornar os recursos, que serão corrigidos como se não tivessem sido sacados, afirmou a Caixa.

COMO OTIMIZAR O SAQUE
Quem pretende usar esse dinheiro para pagar dívidas deve negociar o total devido com o credor. 

Roberto Góis, diretor de novos negócios na empresa Acordo Certo, orienta também verificar com antecedência quais dívidas negociar.

“Dependendo do tempo em que a dívida está em aberto, as empresas podem oferecer descontos substanciais”, diz.

Caso o trabalhador queira investir, a melhor opção é o Tesouro Direto, cujo investimento mínimo é R$ 35,07. 

“Para quem não entende, é melhor fugir de volatilidade e escolher um ativo mais seguro. Nesse caso, o tesouro tem o maior retorno com liquidez”, diz Rodrigo Franchini, sócio e head de produtos da Monte Bravo.

O título com maior rendimento no momento é o Tesouro prefixado com juros semestrais com vencimento em 2029, com rendimento anual bruto de 7,26%.

Apenas em caso de dívidas quitadas e investimento de reserva garantido é que o trabalhador deve usar o saque para consumo, apontam os especialistas.

“Nas compras, é preciso fazer uma boa pesquisa de preços e negociar, sempre pagando à vista. Faça uma oferta que você sabe ser um valor justo e coerente para o produto”, afirma o planejador financeiro CFP da Planejar Flávio Pretti.

 

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Leia os termos de uso

jusnews

Na Sombra do Poder

Eduardo Entrevista

Mais Lidas