Economia e Mercado

Assessor econômico de Bolsonaro, Paulo Guedes quer recriar imposto nos moldes da CPMF

[Assessor econômico de Bolsonaro, Paulo Guedes quer recriar imposto nos moldes da CPMF]
19 de Setembro de 2018 às 06:32 Por: Ana Carolina Fernandes/Folhapress Por: Redação BNews

O economista Paulo Guedes, cotado para ser o ministro da Fazenda em eventual governo Jair Bolsonaro, deu detalhe sobre o pacote tributário que pretende implantar em caso de o candidato do PSL ser eleito. O assessor para assuntos econômicos fez palestra nesta terça-feira (18) para uma plateia restrita reunida pela GPS Investimentos.

De acordo com publicação da colunista Mônica Bergamo, do jornal Folha de S. Paulo, Paulo Guedes quer recriar um imposto nos moldes da CPMF, que incide sobre movimentação financeira, pretende criar uma alíquota única do Imposto de Renda de 20% para pessoas físicas e jurídicas, e aplicar a mesma taxa na tributação da distribuição de lucros e dividendos.

Outra ideia do economista é eliminar a contribuição patronal para a previdência, que incide sobre a folha de salário.

Paulo Guedes também disse que conta com o auxílio do também economista Marcos Cintra. Ao jornal paulista, Cintra confirma o teor das propostas e diz estar finalizando o projeto de reforma tributária. O novo imposto sobre movimentações financeiras se chamaria CP (Contribuição Previdenciária) e seria destinado a financiar o INSS.

Segundo ele, a equipe defende o modelo de capitalização para a Previdência. O atual, no entanto, seguiria existindo paralelamente. Para garantir a sua solvência, seria criada a contribuição.

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar