Economia e Mercado

CCR superfaturou contratos em cerca de R$ 13 milhões para abastecer caixa dois, dizem delatores

[CCR superfaturou contratos em cerca de R$ 13 milhões para abastecer caixa dois, dizem delatores]
13 de Fevereiro de 2019 às 12:10 Por: Reprodução Por: Redação BNews 0comentários

O Ministério Público do estado de São Paulo (MP-SP) investiga denúncia feita por ex-executivos da CCR que apontaram o superfaturamento de contratos de prestação de serviços em até R$ 13 milhões no ano de 2012.

De acordo com o jornal Valor, que teve acesso aos depoimentos, os contratos eram firmados com construtoras e o dinheiro abastecia esquema de caixa dois. A publicação aponta que a CCR contratou as construtoras Ellenco, FBS, Estrutural e Tardelli, especializadas em manutenção de estradas, por um valor acima do custo do serviço.

O superfaturamento das obras seria, em média, da ordem de 5% e teria acontecido em cinco contratos. Em nota, a CCR sustentou que, por determinação da legislação que rege os termos de autocomposição assinado com o Ministério Público do Estado de São Paulo, as informações apuradas são sigilosas.

De acordo com a companhia, o trabalho do comitê gerou "recomendações a fim de reforçar a política de governança e de transparência da holding e de suas controladas" e que essas medidas estão em implantação pela vice-presidência de compliance.

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Leia os termos de uso

jusnews

Na Sombra do Poder

Eduardo Entrevista

Mais Lidas