Economia e Mercado

Pagamentos pelo WhatsApp não foram proibidos e devem ser avaliados, diz diretor do BC

[Pagamentos pelo WhatsApp não foram proibidos e devem ser avaliados, diz diretor do BC]
13 de Julho de 2020 às 17:54 Por: WhatsApp/Divulgação Por: Redação BNews

Após a determinação do Banco Central (BC) para que a Visa e a Mastercard suspendessem o uso do serviço de pagamentos do WhatsApp, o diretor de Organização do Sistema Financeiro do BC, João Manoel Pinho de Mello, afirmou nesta segunda-feira (13) que a medida não se tratou de uma proibição, e sim uma determinação para que a instituição avaliasse o serviço.

“Por determinação legal, o BC tem obrigação de garantir que soluções de pagamento sejam interoperáveis e neutras. Além disso, queremos garantir que o serviço seja barato. Soubemos que ele ia custar quase 4%. O valor chama a atenção... Porque a solução é mais cara? Porque poucas instituições podem participar? A opção foi ofertada a todos os bancos?”, questionou o diretor da autarquia.

A operação do serviço de pagamentos do aplicativo de mensagens instantâneas do Facebook está suspensa desde o dia 23 de junho. A decisão do Banco Central se deu com base na busca de “preservar um adequado ambiente competitivo, que assegure o funcionamento de um sistema de pagamentos interoperável, rápido, seguro, transparente, aberto e barato”.

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar