Economia e Mercado

Banco Central interrompe reduções e decide manter taxa básica de juros em 2% ao ano

[Banco Central interrompe reduções e decide manter taxa básica de juros em 2% ao ano ]
16 de Setembro de 2020 às 18:48 Por: Marcello Casal Jr./Agência Brasil Por: Redação BNews

O Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central decidiu, nesta quarta-feira (16), manter a taxa básica de juros em 2% ao ano. A estabilidade da Selic nessa mínima histórica já era esperada pelo mercado financeiro. 

Foram nove reduções consecutivas antes da estabilização. O processo de cortes começou em julho de 2019, quando a taxa saiu de 6,5% para 6% ao ano. 

A retomada da atividade nas principais economias tem promovido um ambiente melhor aos emergentes, de acordo com o Banco Central. Tanto que o Brasil tem conseguido uma recuperação similar da atividade econômica quando comparado aos outros países.

Ainda assim, o Copom aponta que há espaço para um novo corte no futuro. A organização entende que “a conjuntura econômica continua a prescrever estímulo monetário extraordinariamente elevado, mas reconhece que, devido a questões prudenciais e de estabilidade financeira, o espaço remanescente para utilização da política monetária, se houver, deve ser pequeno".

O Comitê acredita que haverá uma pressão inflacionária no curto prazo. Segundo a CNN Business, o motivo principal é a elevação no preço dos alimentos e a normalização parcial do preço de alguns serviços.

"Por um lado, o nível de ociosidade pode produzir trajetória de inflação abaixo do esperado. Por outro lado, políticas fiscais de resposta à pandemia que piorem a trajetória fiscal do país de forma prolongada, ou frustrações em relação à continuidade das reformas, podem elevar os prêmios de risco", afirma o Copom através de nota.
 

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar