Eleições

Sergio Moro consegue puxar mais um ex-bolsonarista

Divulgação

Ex-juiz vem construindo palanques nos estados

Publicado em 25/11/2021, às 17h34    Divulgação    Redação BNews

Depois de filiar Sergio Moro, o Podemos anunciou a filiação de mais um ex-bolsonarista: General Santos Cruz, que ocupou Secretaria de Governo de Jair Bolsonaro até junho de 2019. O evento que marcou a a chegada do mais novo integrante ao partido ocorreu nesta quinta-feira (25), em Brasília.

Leia também:

Moro, que vem construindo palanques nos estados, saudou a chegada do seu novo colega de partido - que deve ajudá-lo na campanha presidencial de 2022. "O ato de hoje representa o projeto que queremos para o Brasil. Um projeto com ideias, mas acima de tudo com pessoas de credibilidade. Aqui temos uma síntese da nossa proposta. O Podemos ganha muito", afirmou Moro.

Ao se filiar, Santos Cruz se colocou à disposição para ajudar o Brasil. "Acredito no projeto e na pessoa de Sergio Moro. É uma oportunidade participar e apoiar esse projeto liderado pelo Podemos", pontuou. O general contou que recebeu convite de outras siglas mas escolheu o Podemos e que vai valorizar uma série de princípios dentro partido, como respeito, diálogo, honestidade, sinceridade e transparência.

Leia também:

"O respeito tem que ser restaurado no Brasil. Respeito às pessoas, às instituições, aos demais partidos. Diálogo e respeito devem ser mantidos. Não podemos descer para uma campanha de fake news em que o Brasil não vai ganhar nada. Esse extremismo entre direita e esquerda leva à violência. O Brasil tem que repudiar todo esse fanatismo político", advertiu.

    Santos Cruz também rejeitou a criminalização da política e destacou que as soluções devem ser construídas dentro da democracia. "A política não pode ser criminalizada. A política é a única forma de mudar a realidade. As soluções devem aparecer dentro do processo político", reforçou.

    Leia também:

    Por fim, defendeu a valorização das políticas públicas no Brasil. "A educação é a esperança de futuro que nós temos. Precisamos traduzir democracia em saúde, educação, moradia, alimentação, segurança, emprego, honestidade e transparência", pontuou.

    Acompanhe o BNews também nas redes sociais, através do Instagram, do Facebook e do Twitter

    Classificação Indicativa: Livre