Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Privacidade para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Eleições 2020

Denice promete reduzir a carga tributária e desburocratizar a abertura de empresas em Salvador

[Denice promete reduzir a carga tributária e desburocratizar a abertura de empresas em Salvador]
Por: Jonas Santos Por: Redação BNews 0comentários

A candidata do PT à Prefeitura de Salvador, Major Denice Santiago (PT), prometeu, durante participação em uma carreata realizada na manhã deste domingo no bairro de Pernambués, que vai reduzir impostos para promover a recuperação da economia de Salvador durante sua gestão.

Entre as propostas da ex-comandante da Ronda Maria da Penha está a redução do Imposto sobre Propriedade Territorial Urbana (IPTU), cobrado de forma "abusiva" atualmente pelo município, além de acelerar a concessão de alvarás para estimular investimentos da cidade. Major Denice também promete que, para gerar renda, vai reduzir a carga tributária e desburocratizar a abertura de empresas.

Denice destacou que irá "adiantar o lado" de quem quer abrir o próprio negócio, com incentivos fiscais proporcionais à capacidade de pagamento. Ele reforça que à Prefeitura de Salvador precisa investir para ter uma cidade com uma "economia dinâmica e forte". A petista pretende criar zonas de incentivos fiscais para revitalizar bairros da cidade, em parceria com a iniciativa privada e com o Governo da Bahia: "Nossa ideia é promover uma evolução urbana em áreas como a Península de Itapagipe, Calçada e Subúrbio".

As empresas de produção cultural e tecnologia, que gerem trabalho e renda para a população, também terão incentivos, frisou a candidata da aliança entre PT e PSB, que irá detalhar seus planos para os setores da economia durante evento promovido pela FIEB, Fecomércio-BA e FAEB no dia 21 de outubro, com a presença dos candidatos à Prefeitura.

A Major lembrou que Salvador tem sua economia fortemente sustentada pelo terceiro setor, em especial no comércio varejista e no turismo, e que quase 90% do PIB municipal provém desse setor. "Por isso que precisamos de menos burocracia, de um reforço da parceria institucionais com os diversos setores econômicos, de mais acessibilidade digital, de fomento a uma cultura empreendedora e à inovação tecnológica, além de muito diálogo com os setores da nossa economia soteropolitana", afirmou a candidata do PT.

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Leia os termos de uso

jusnews

Na Sombra do Poder

PodCast

Mais Lidas