Entretenimento

Spike Lee se assusta com ausência de negros na mídia brasileira

[Spike Lee se assusta com ausência de negros na mídia brasileira]
04 de Fevereiro de 2013 às 06:37 Por: Redação Bocão News (Twitter: @bocaonews)
A equipe de produção do cineasta Spike Lee está gravando um documentário sobre o Brasil e claro, não podia deixar de conferir uma das maiores festas de rua do país: o Carnaval de Salvador.

Além do “trânsito livre” no circuito do evento, Spike Lee pediu que agentes da Transalvador fizessem o trabalho de batedores na circulação da equipe pela cidade. Em sua passagem, o cineasta pretende entrevistar 30 personalidades brasileiras, entre elas, o ex-jogador de futebol e agora deputado Romário, Caetano Veloso e Gilberto Gil.

Para o jornal O Globo, Lee se demonstrou incomodado com a falta de negros na mídia brasileira. ”Meus ancestrais foram libertados em 1865 e, no Brasil, a escravidão foi abolida em 1888. É uma diferença pequena, mas se compararmos a evolução de afroamericanos e de afro-brasileiros, estamos 20 anos à frente”, disse Lee, em entrevista coletiva realizada ontem em São Paulo.

As filmagens em Salvador acontecem entre 7 e 12 de fevereiro. 

*Com informações do jornal A Tarde


Publicada no dia 03 de janeiro de 2013, às 10h12
Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar