Coronavírus

Professor “cupido” cria o QuarenTinder nas redes sociais em Salvador

[Professor “cupido” cria o QuarenTinder nas redes sociais em Salvador]
Por: Reprodução / Instagram Por: Victor Pinto 0comentários

Como forma de movimentar as redes sociais durante o período de quarentena - medida de prevenção ao Coronavirus -, o professor universitário de jornalismo e publicidade de Salvador, Antônio Netto, criou o QuarenTinder em seu perfil do Instagram, o @freittasnetto.  Ele, porém, não tem dado conta do recado, pois sua atitude começou a viralizar e muita gente resolveu participar da brincadeira.  

“Estou ocioso, resolvi fazer uma brincadeira para movimentar. Vi que o povo estava compartilhando uma corrente em seus stories de: manda um foguinho que digo qual é a sua melhor foto. Então resolvi criar um QuarenTinder para as pessoas se conhecerem, conversarem umas com as outras, sem necessidade de ser uma relacionamento”, contou ao BNews durante conversa nesta segunda-feira (23).

O método é o seguinte: os seus mais de 15 mil seguidores podem mandar mensagem direta [direct] no seu Instagram com dados específicos e com a preferência se por homem, mulher ou ambos. Ele marca o perfil do usuário e outros podem visitar os perfis e dar likes, seguir e iniciar um eventual papo. 

Nas primeiras horas que deu a largada para o envio dos dados, ele já havia compartilhado perfis de 18 pessoas, mas tem muito mais. “Já passou de mais de 100. Estou tentando publicar ao máximo. Gente do Brasil inteiro mandando. Tem hétero, gay, bi, gente que só quer amizade”, relatou.

Na mensagem inicial, Netto convida os seus seguidores de forma persuasiva: “sem convívio social por conta da quarentena do coronavírus? Não se preocupe! Uma hora isso vai acabar! Mas até lá, que tal conhecer gente nova, fazer aquele contatinho, ter alguém para trocar uma ideia durante esse período e, quem sabe, rolar até aquele date pós quarentena? Então participe”.

Muitos, em poucos minutos, já se tornaram adeptos. 

TINDER - Se você nunca paquerou virtualmente ou só ouviu falar a palavra Tinder na música Jenifer interpretada pelo cantor Gabriel Diniz (que morreu em uma acidente de avião em maio do ano passado), saiba que esse é um aplicativo que visa aproximação das pessoas: afetiva, sexual ou só amigável. 

O Tinder é um app de relacionamento criado em 2012. Atualmente é uma aplicação multiplataforma de localização de pessoas que cruza informações do Facebook e do Spotify, localizando as pessoas geograficamente próximas. Esta aplicação está disponível para os sistemas Android e iOS. Pelas fotos, se a pessoa curtiu, coloca o coração, caso não, aperta o xis. Se ambos derem o “match” podem iniciar o bate papo e sabe-se lá até que ponto pode chegar. Do Tinder sai até casamento ou, por vezes, o fim de um namoro.
 

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Leia os termos de uso

jusnews

Na Sombra do Poder

PodCast

Mais Lidas