Coronavírus

Olha o chip! Saudade da muvuca da Avenida Sete lotada faz vídeo cômico viralizar nas redes sociais; assista

[Olha o chip! Saudade da muvuca da Avenida Sete lotada faz vídeo cômico viralizar nas redes sociais; assista]
Por: Montagem / BNews Por: Victor Pinto 0comentários

“Foi o ócio”. Eis a justificativa dada por Bruna Carvalho, conhecida como Cereja, 27 anos, moradora do Subúrbio de Salvador, precisamente em Plataforma. Ela é a autora e personagem de um vídeo viralizado nas redes sociais nos últimos dias que clama por saudade do movimento de uma das vias mais frequentadas da Capital: a Avenida Sete de Setembro ou Avenida Sete ou até mesmo Seven Avenue para os mais íntimos. 

De maneira despretenciosa, como conta ao BNews, o vídeo foi gravado em sua casa e a ideia surgiu depois de ver a rua sem ninguém, inclusive após passar de ônibus pelo trecho de três quilometro dos quase cinco da extensão da via, onde tradicionalmente há mais aglomeração de pessoas. Bruna conta que sentiu falta, como mesmo narra no vídeo, daquela muvuca popular que pulsa em um dos centros comerciais de rua conhecido nos quatro cantos da terra do dendê.  E quem bate perna nessa parte da Sete sabe bem e se identifica logo na memória auditiva: “Olha chiiiiip”; “Olha a lingerieeeee”; “Abará temperado”! São os vendedores autônomos em seu marketing típico na conquista da freguesia.

Uma parte do comércio de restaurantes, bares, igrejas e escolas da Avenida Sete fechou para fazer cumprir o decreto do prefeito ACM Neto (DEM) com medidas protetivas a propagação do coronavírus. O fato mudou a rotina da cidade. Além disso, o isolamento social como arma contra a Covid-19 fez o movimento sumir. 

Cereja não contava com a repercussão. Percebeu a proporção da gravação quando sua própria mãe recebeu no WhatsApp: “Muléééé, sua filha tá famosa”, brinca. “Foi sem intenção. Eu não esperava tanta repercussão. Até TV entrou em contato comigo para fazer um quadro de humor”.

Por sempre gravar vídeos para os amigos ouvia deles o comentário: “você tem um humor natural”. “Por isso sou uma personagem pronta, sem esforço”, completa. 

Depois da repercussão do vídeo viu crescer seu número de seguidores no Instagram. Bruna também é empreendedora: tem um restaurante de macarrão ao vivo chamado de “Ki Larica”. Iniciou os estudos em Ciências Contábeis, mas precisou trancar.

Além dela que gosta da “peletada” na região, muita gente espera os casos do coronavírus passar, a quarentena não ser mais necessária e a vida voltar como “dantes, no Quartel de Abrantes”, como diz o ditado popular.  

 

 

Um adendo geográfico: a Avenida Sete, que passa por um processo de requalificação em diferentes trechos, começa no Farol da Barra, passa pelo Porto, sobe a Ladeira da Barra, adentra o corredor da Vitória, Campo Grande (antigo hotel da Bahia em sentido contrário), Palácio da Aclamação, desce pela Casa D’Itália, avizinha a Praça da Piedade, Relógio de São Pedro, desce pela Ladeira de São Bento e encontro o poeta na Praça Castro Alves. Haja fôlego se for cumprir todo trajeto a pé. 

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Leia os termos de uso

jusnews

Na Sombra do Poder

PodCast

Mais Lidas