Famosos

Apresentador Gilberto Barros é acusado de incentivar agressão a homossexuais

[Apresentador Gilberto Barros é acusado de incentivar agressão a homossexuais]
Por: Reprodução / YouTube Por: Redação BNews 0comentários

O apresentador Gilberto Barros deu uma declaração que gerou polêmica em seu programa "Amigos do Leão", em seu canal no YouTube, na semana passada. Em entrevista com Sonia Abrão, o jornalista disse que, no passado, quando começou a trabalhar na Rádio Globo, por volta da década de 80, ficava irritado por ver "dois bigodes" - termo que se referiu para chamar homossexuais - se beijando e que hoje, agrediria os dois.
"Você lembra a hora que eu acordava para trabalhar na Rádio Globo, quando cheguei a São Paulo, em 1984? Tinha que acordar às 2h30 e ainda presenciar, no lugar onde guardava o carro, beijo de língua de dois bigodes. Porque tinha uma boate gay lá na frente", comentou. Mas, logo depois, ele falou que hoje em dia cada um faz o que quiser na frente dele, mas vai apanhar e que antigamente ele era um homem do interior, não tinha costume de ver 'aquilo'. "Não tenho nada contra, mas também sou gente. Naquela época ainda, imagina. Chegando do interior... hoje em dia, se quiser fazer [na minha frente], faz, mas apanha os dois", polemizou. 

Por conta desta fala, o jornalista e pré-candidato a vereador em São Paulo pelo PT, William de Lucca, afirmou em seu Twitter que denunciou Gilberto ao Ministério Público por crime de homofobia. De acordo com De Lucca, o apresentador estaria usando o espaço no programa para "incentivar a agressão contra homossexuais". 

A assessoria de Gilberto Barros não se posicionou até o fechamento da matéria no site UOL.
 

 

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Leia os termos de uso

jusnews

Na Sombra do Poder

PodCast

Mais Lidas