Mundo

Steve Jobs vira exemplo em livros de gestão

[Steve Jobs vira exemplo em livros de gestão]
08 de Outubro de 2011 às 18:18 Por: Redação Bocão News

 

Tido como visionário, inventivo e inovador, a carreira e o trabalho de Steve Jobs não inspiraram somente pelos seus produtos. Empreendedor vitorioso e um orador talentoso, o executivo, que morreu na quarta-feira vítima de um câncer de pâncreas, virou exemplo e objeto de estudo para quem quer conquistar o sucesso empresarial.
 
O jornalista americano Carmine Gallo, autor dos livros Faça como Steve Jobs e Inovação - A arte de Steve Jobs, afirma que ninguém chegou perto da capacidade de oratória do cofundador da Apple. "Steve Jobs foi o maior narrador corporativo da história. Pessoalmente, sou fascinado por comunicação e eu era muito inspirado pelas apresentações dele. Ninguém era como ele, ninguém fazia uma apresentação como Steve Jobs. Quanto mais eu escutava, mas eu tinha certeza de que tínhamos muito a aprender com a sua liderança", afirma o autor.
 
Gallo diz que nunca chegou a conhecer o executivo, mas acompanhou as muitas apresentações de produtos e palestras de Jobs para retirar as técnicas que ensina nos livros. Para passar as técnicas de apresentação do cofundador da Apple, o escritor diz que conehceu muitas pessoas que trabalharam com ele na companhia, inclusive nos bastidores dos seus keynotes. "Conheci pessoas que trabalharam com ele na Apple. Eu montei o quebra-cabeças como um jornalista. Eu era muito próximo das pessoas que criavam os slides para as apresentações dele", diz.
 
Gallo também se inspirou na arte empreendedora de Jobs para superar concorrentes, atrair clientes e desenvolver produtos revolucionários para resumir, em sete dicas, o que para ele são as maiores características do executivo a serem seguidas por novos empresários. Esses princípios vão desde "pensar diferente de como você pensa" até "vender sonhos em vez de produtos". "Steve Jobs era um inovador, criou novas maneiras de fazer as coisas. Ele inovou a experiência computacional, a experiência do consumidor com as Apple Stores, a experiência de comunicação, da forma que ele lidava com as apresentações. Ele mudou tudo, da forma como vivemos nossas vidas", afirma.
 
Fonte: Terra
 
 
Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar