Polícia

O Kannário está zangado: Igor quer processar ex-empresário

[O Kannário está zangado: Igor quer processar ex-empresário]
30 de Janeiro de 2013 às 19:09 Por: Terena Cardoso (Twitter: @terena_cardoso)
Por meio de uma nota enviada pelo seu advogado, Igor Kannário nega as acusações reveladas pelo seu ex-empresário Beto Bonfim, que acusa o cantor de ter deixado a Bronkka sem comunicar oficialmente e descumprir shows marcados para o Natal e Reveillon do ano passado.

Kannário diz ainda que não tem conhecimento das duas ações movidas contra ele. Uma delas, inclusive, poderia ocasionar em sua prisão a qualquer momento. O advogado de Igor revela também que todas as controvérsias envolvendo a relação contratual entre Kannário e Beto já está sendo discutida no “Juízo competente qual seja o Tribunal do Trabalho da 5ª Região, através de uma reclamação trabalhista pertinente”. Por isso, o cantor se diz surpreso com as acusações e pode mover uma ação contra o empresário.

Entenda o caso:


Com apenas 28 anos e pouco mais de seis anos de carreira, o cantor Igor Kanário - que ficou conhecido coma  banda A Bronkka, está na mira na Justiça. Na manhã desta terça-feira ( 29) a redação do Bocão Newsrecebeu o advogado Edson Nuno, que representa o empresário da Bronkka, Beto Bonfim. "Entramos com um protesto judicial que foi aceito pelo poder judiciário", disse Nuno ao Bocão News.

A história entre Kannário, A Bronkka e Beto Bonfim começou em 2008, onde um contrato foi firmado por quatro anos, vigente até setembro do ano passado. Mas, ele foi prorrogado e assinado até setembro de 2014. Já no fim de novembro de 2012, o cantor Igor Kanário divulgou na rede social, o twitter, que agora seria, de fato, o  'Príncipe do Gueto', informação dada com exclusividade pelo Bocão News. Nos posts, Kanário anunciou a carreira solo sem antes comunicar a vontade ao empresário. "Após o anúncio espotâneo dele houve uma tentativa da manutenção do acordo, mas ele queria fazer do jeito dele e queria a carreira solo. Não havia uma justificativa. Assim, ele pegou os empresários de surpresa já com shows marcados para o natal e reveillon", relatou o advogado.

Segundo Nuno, houve conversas com o cantor e se tentou avaliar a proposta, dar margem para que ele colocasse as músicas dele e se se sentisse ainda mais à vontade com o trabalho. "Mas, ele não disse o que queria. Inclusive, havia músicas novas que seriam lançadas", afirmou. Leia mais.


*Com informações de Caroline Gois

Postada às 10h27 do dia 30/01.
Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar