Esporte

Sem atuar desde episódio da "dedada", Rodrigo anuncia aposentadoria

[  Sem atuar desde episódio da "dedada", Rodrigo anuncia aposentadoria]
27 de Setembro de 2018 às 14:24 Por: Reprodução Por: Redação Galáticos Online

Na temporada de 2017, se uma partida marcou o ponto de virada do Vitória na fuga do rebaixamento, foi aquela contra a Ponte Preta, no Moisés Lucarelli, onde o Leão venceu de virada por 3 a 2. Porém, aquele duelo também foi marcante para o zagueiro Rodrigo, da Macaca, que foi expulso após dar uma dedada no atacante Tréllez.

Acontece que aquela foi a última partida do defensor, já que sem atuar desde aquele dia 26 de novembro, Rodrigo anunciou sua aposentadoria em entrevista ao GloboEsporte.com.

“Eu já estava me programando para isso. Estou oficializando a aposentadoria mesmo. Fiquei um pouco afastado do futebol, colocando a minha vida em ordem. Quando você joga, não tem tempo para nada. Aproveitei para curtir um pouco a família. Os três últimos anos da minha carreira foram muito desgastantes, desde o Vasco até a Ponte”, afirmou.

Aos 38 anos, Rodrigo acumula passagens por clubes como São Paulo, Dínamo de Kiev, Flamengo, Grêmio, Internacional, Vitória, Goiás e Vasco da Gama. Ele foi campeão brasileiro pelo São Paulo em 2008, além de possuir sete títulos estaduais nos clubes pelos quais passou e ter disputado a Liga dos Campeões da Europa.

Por outro lado, o atleta também se envolveu em incontáveis polêmicas ao longo de sua carreira. Acumulou desavenças por provocações a adversários como Guerrero e Fred, desentendimento com o técnico Milton Mendes, dedada em Tréllez, etc. Mas apesar disso, o atleta disse que fez “o que tinha de ser feito”.

“Fiz tudo o que tinha de ser feito. Se briguei por alguém, é porque estava defendendo a camisa que tinha me contratado. Tenho muito carinho por todos clubes que passei. De todos estaduais que disputei, único que não ganhei foi em Salvador. Sou um cara realizado. Não mudaria nada do que fiz. É difícil falar de acertos e erros, ainda mais para jogador de futebol, que vai do céu ao inferno mesmo sem ter culpa às vezes. Aprendi muito no futebol também”, declarou.

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar