Esporte

Virada heróica põe Vitória guerreiro na cola do líder

[Virada heróica põe Vitória guerreiro na cola do líder]
12 de Agosto de 2012 às 14:01 Por: Galáticos Online (Twitter: @bocaonews)
Contra tudo e contra todos, o visitante mais indigesto da Série B fez mais uma vítima neste sábado: jogando no estádio independência, o Vitória venceu o América-MG de virada por 2 a 1, jogando a maior parte do tempo com um jogador a menos.
 
o goleiro Deola foi expuslo aos 25min do primeiro tempo por reclamar de um gol irregular marcado pelo adversário. Mesmo assim o Leão mostrou raça, empatou no primeiro tempo com Pedro Ken, aos 32min, e virou aos 40min, com marcelo Nicácio.
 
Com o resultado, a equipe de Carpegiani chega a 35 pontos ganhos, um a menos que o líder Criciúma, que empatou por 1 a 1 com o são Caetano e soma 36. 
 
O jogo
 
O Vitória entrou em campo com seis alterações em relação à equipe que perdeu por 1 a 0 para o Bragantino: Victor Ramos voltou de suspensão, recuperando a vaga de Dankler; Gilson, Carlinhos e Rodrigo Mancha substituíram os suspensos Mansur, Nino Paraíba e Uelliton e o ataque teve a estreia de Willian no lugar de Marcelo Nicácio e a entrada de Willie no lugar de Marquinhos.
 
Apesar de modificada, a equipe não sentiu a falta de entrosamento, nem a pressão de jogar fora de casa. O Vitória manteve a tradição de visitante indigesto na Série B e partiu para cima do adversário logo nos primeiros minutos.
 
O técnico Milagres, que fazia sua estreia no comando do time alviverde saia a todo instante do banco para berrar ordens aos seus jogadores na beira do gramado. 
 
E aos 8min, quase os anfitriões abrem o placar: Alessandro invadiu a área rubro-negra, mas o chute saiu prensado pela marcação, facilitando a defesa de Deola.
 
A resposta do Leão veio aos 17min, quando Pedro Ken recebeu na linha de fundo, dividiu com o goleiro Neneca, mas a bola passou batido.
 
Aos 24min, o lance mais polêmico do jogo: Alessandro chegou na área empurrando Gabriel Paulista, dominou a bola com a mão e mandou para o gol.
 
Revoltados, os rubro-negros partiram para cima do árbitro carioca Antonio Frederico de Carvalho Schneider, que além de confirmar o gol ainda expulsou o goleiro Deola por reclamação. carpegiani foi obrigado a sacar Willi para a entrada de Douglas.
 
Aos 27min foi a vez dos americanos reclamarem: Victor Ramos trombou com o atacante Alessandro dentro da pequena área, que caiu pedindo pênalti, igualmente ignorado pelo juizão.
 
O empate veio aos 32min: Pedro Ken dominou dentro da área e soltou a bomba, sem chance de defesa para Neneca. O Vitória teve a chance de virar o placar no minuto seguinte, quando William entrou em disparada na área, livrou-se da marcação e bateu de canhota, obrigando Neneca a operar um milagre.
 
No final do primeiro tempo, o Vitória ainda teve mais um expulso: o médico do clube, Bruno Reis, foi excluído do banco de reservas por xingar o árbitro.
 
A falta de condicionamento  físico e ritmo de jogo dos recém-chegados e o jogador a menos que o Vitória ficou na metade do primeiro tempo começaram a pesar para o Vitória na etapa final. William e Carlinhos deixaram o campo com cãibras, dando lugar a Nicácio e Rodrigo Costa.
 
O América tentou tirar proveito e criou uma grane chance de fazer o segundo aos 14min, com Rodrigo Pimpão. insatisfeito com a produção ofensiva da equipe, Milagres colocou o veterano Fábio Júnior em campo e a pressão americana foi intensificada, a ponto de o Leão ter dificuldade até mesmo para sair do campo de defesa e ceder seguidos escanteios ao adversário.
 
Somente aos 31min, Rodrigo Mancha criou a primeira chance do Vitória no segundo tempo, com um chute pra fora. Aos 37min, Leilson dominou, livrou-se da marcação e quase marca um golaço, na tentativa de deslocar Neneca, que mandou a bola a escanteio.
 
Sentindo o melhor momento no jogo, o Vitória lançou-se ao ataque e conseguiu a virada aos 40min: Gabriel, Michel levantou na áerea, leilson fez o corta-luz e Nicácio meteu a cabeça para fazer um golaço: 2 a 1 e uma vbirada heróica.  
 
América-MG 1 x 2 Vitória
Série B - 16ª rodada
 
Local: Arena Independência, em Belo Horizonte (BH)
Árbitro: Antonio Frederico de Carvalho Schneider (CBF/RJ), auxiliado por Ediney Guerreiro Mascarenhas (CBF/RJ) e Jackson L. Massara dos Santos (CBF/RJ)
Cartões amarelos: Leandro Ferreira, Gabriel (A); Gabriel Paulista (V)
Cartão vermelho: Deola (V)
Gols: Alessandro, aos 24min, e Pedro Ken, aos 32min do primeiro tempo; Nicácio, aos 40min da etapa final
 
América-MG
Neneca, Boiadeiro, Gabriel, Simon e Bryan; Dudu (Pará), Leandro Ferreira, Tiaguinho (Soares) e Thiago Humberto (Fábio Júnior); Alessandro e Pimpão.
Técnico: Milagres.
 
Vitória
Deola; Carlinhos (Rodrigo Costa), Victor Ramos, Gabriel Paulista e Gilson; Mancha, Michel, Pedro Ken e Leilson; William (Nicácio) e Willie (Douglas)
Técnico: Paulo César Carpegiani
Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar