Esporte

Relator do processo explica caso Nadson no TJD-BA

[Relator do processo explica caso Nadson no TJD-BA]
17 de Agosto de 2012 às 06:27 Por: Galáticos Online
Em entrevista exclusiva à Equipe dos Galáticos, na noite de quinta-feira (16), o advogado Ruy João, relator do processo do atacante Nadson, explicou o julgamento do atleta o Tribunal de Justiça Desportiva da Bahia (TJD-BA), na última terça-feira.
 
O Tribunal considerou legal a condição do jogador, que defendeu a Jacuipense na fase final da Segunda Divisão do Baianão. Por um erro de documentação, o atacante jogou sob liminar, pois a Federação Bahiana de Futebol (FBF) havia indeferido a sua regularização.
 
De acordo com Ruy João, que concedeu a liminar, o clube de Riachão do Jacuípe cumpriu com todas as obrigações para contar com o reforço. "A Jacuipense entregou todos os documentos necessários para a regularização de Nadson. O que não constava no BID era apenas o número do contrato e, por isso, a FBF não aprovou a regularização. Mas, eu li o regulamento da competição e nele consta que o requisito para o jogador entrar em campo é que o seu nome esteja no BID. Além do nome dele, ainda estava no BID o período de vigência do contrato. Por isso, não tinha porque Nadson não ser regularizado", explicou.
 
Ainda segundo o advogado, que é ex-presidente do TJD-BA, apenas a FBF pode recorrer da decisão para que haja um novo julgamento, desta vez no Tribunal Pleno. "O Ypiranga não é parte do processo, então não pode recorrer. Apenas a Federação pode recorrer", encerrou.
 
Com isso, as possibilidades de o mais Querido conseguir o acesso à elite fora dos campos ficam cada vez mais remotas.
Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar