Esporte

Triunfo contra o Inter não cala a torcida que pede "Fora MGF"

Imagem Triunfo contra o Inter não cala a torcida que pede "Fora MGF"

Protestos que pareciam ter esfriado, voltam no jogo do Bahia desta quarta

Publicado em 06/06/2013, às 08h52        Caroline Gois (Twitter: @goiscarol) e Redação Bocão News

As manifestações dos torcedores do Bahia contra o presidente Marcelo Guimarães Filho voltaram à tona, nesta quarta-feira (5). Desta vez, direto de Aracaju, em Sergipe, onde o tricolor irá enfrentar o Botafogo, no 'Batistão'.
Ainda com a campanha 'Diretas Já', o tricolor insatisfeito com o Clube tem deixado de lado os jogos do Bahia - que no Baianão deixou a desejar mas, conseguiu contra o Inter, na última rodada, levantar um pouco o ânimo daqueles que comemoraram, ainda que disfarçadamente, o triunfo inédito sobre a equipe gaúcha.
Mas, não foi esta vitória que marcou as pazes dos torcedores com MGF. Direto de Aracaju, tricolores que já garantiram que não irão ao jogo enviaram ao Bocão News o recado que eles têm para hoje: "Fora MGF".

A prova de que o clima ainda não é bom foi registado hoje também por um grupo de sócios-torcedores do Bahia que estão ingressando com uma ação contra o clube 
na Justiça. Os integrantes do programa Torcedor Oficial do Bahia (TOB) são contra a realização esta partida que será realizada hoje em Aracaju. 
Os portadores do TOB alegam que no contrato assinado no momento da adesão ao programa não constavam informações de jogos fora de Salvador. Além disso, os TOBs não teriam direito a um lugar reservado no Batistão, como acontece em Pituaçu e na Arena Fonte Nova. O grupo de insatisfeitos pede a devolução do valor pago antecipadamente ao clube e mais uma quantia referente a danos morais.


MGF e a Justiça
Desde que surgiram as últimas manifestações contra sua administração, o presidente do Esporte Clube Bahia, Marcelo Guimarães Filho, já declarou diversas vezes que não vai renunciar ao cargo. No entanto, ele pode ser forçado a deixar o clube. A desembargadora Lisbete Maria de Almeida César Santos, da 2ª Câmara Cível, está analisando uma ação movida pelo ex-conselheiro Jorge Maia e a decisão deve ser divulgada nos próximos dias.
Segundo a assessoria do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA), a desembargadora está consultando outro processo antigo que envolve o presidente do clube. Essa não é a primeira vez que a Justiça intervém para que Marcelinho deixe o cargo. No ano passado, ele e toda a diretoria foram afastados do clube por determinação do juiz Paulo Albiani Alves, que suspendeu a eleição presidencial ocorrida no ano anterior. 

Nota originalmente publicada às 17h10 do dia 05/06

Confira entrevista exclusiva de MGF concedida ao Bocão News

Classificação Indicativa: Livre