Esporte

Aos prantos, torcedora que xingou goleiro pede perdão. Veja vídeo

Muito assustada, ela também pediu perdão aos torcedores do Grêmio

Publicado em 06/09/2014, às 06h48        Redação Bocão News (Twitter: @bocaonews)

A torcedora do Grêmio flagrada chamando o goleiro Aranha, do Santos, de "macaco" concedeu entrevista coletiva na manhã desta sexta-feira (5) e chorou muito ao relembrar o episódio. A jovem Patrícia Moreira, que foi afastada do emprego após o episódio, se disse muito arrependida e negou que seja racista. Muito assustada, ela também pediu perdão aos torcedores do Grêmio, já que o clube foi punido e excluído da Copa do Brasil por conta do comportamento de alguns torcedores que tiveram atitudes racistas no jogo de ida entre Grêmio e Santos, válido pela competição.

"Eu quero muito pedir desculpas ao goleiro Aranha. Desculpas mesmo, perdão de coração, porque eu não sou racista. Aquela palavra macaco não foi racismo da minha parte, não teve intenção racista. Foi no calor do jogo, o Grêmio é minha paixão. Eu largava tudo para ir em jogo do Grêmio. Peço desculpas ao Grêmio, para a nação tricolor, não queria nunca prejudicar o Grêmio. Eu amo o Grêmio. Peço desculpas ao Aranha, desculpas mesmo. Perdão, perdão, perdão", disse Patrícia.



A jovem não conseguiu falar por muito tempo, já que chorou bastante. Por conta disso, o advogado da jovem se pronunciou e disse que Patrícia "vai provar a exposição dela não foi racista".



Fonte: Correio*

Publicada no dia 5 de setembro de 2014, às 13h37

Classificação Indicativa: Livre